Blogosfera: Projeto de expansão da Samarco põe em risco o abastecimento de água do Rio Conceição

A Samarco produz pelotas de minério de ferro para uso na indústria siderúrgica. A empresa tem dois concentradores em Mariana (MG), três usinas de pelotização em Anchieta (ES) e escritórios em Belo Horizonte (MG). Apesar de não está sediada no município de Santa Bárbara (MG), pretende levar embora mais de 80% do potencial disponível de água do Rio Conceição.

De acordo com o Parecer de Licenciamento Ambiental, entregue pela Samarco ao Ministério Público, no ponto que se pretende fazer a captação, a disponibilidade para captação de água é de 855 L/s (litros por segundo). Empresas da região (Vale, Anglo Gold, White Martins, Copasa e outras) já utilizam 162 L/s.

No final de 2009, sem ao menos consultar a população, a Prefeitura Municipal liberou a captação para a Samarco. Mesmo sabendo que restavam 693 L/s, autorizou a retirada de 569 L/s, ou seja, aproximadamente 82% do potencial hídrico disponível.

* Para acessar a íntegra do post, no Blog do Grupo Ambiental de Santa Bárbara (GASB), clique aqui.

Top