‘Çim Nóis Pode’, artigo de Júlio Wandam

Rio 2016

É impressionante a forma como discursam os políticos quando precisam conquistar suas metas.

Um país como o Brasil, com rica biodiversidade, águas doces em quantidade, fortunas incomensuráveis em minérios abaixo das florestas que desmatam para criar gado (?) na Amazônia, com petróleo à perder de vista no chão brasileiro, na costa marítima e agora descoberto milhões de barris de petróleo no famoso “pré-sal”; Posar de “coitado” (?) e de “sofrer preconceitos” internos do tipo, “em nosso país tem criança pobre, sem o que comer – Não pode ter Olimpíada”, é uma forma estranha de mostrar o valor que é dado a Nação Brasileira, e fazem com que se reflita o que isso significa.

Temos sim milhões de brasileiros que passam fome, outros tantos milhões recebem o Bolsa-Família, outros milhões que não sabem do que trata “política” e suas formas de dominação. Temos sim, milhões!

Para quem é saudosista, na década de 1970 – Copa do Mundo, o Governo do Brasil (Militares) mandavam para as masmorras da ditadura os oponentes do regime, e “panis et circus” para o povo.

Será que haverá diferença sobre a época e o momento em que o Brasil pode reviver este passado, em 2016?

Esta dúvida se mostra mais clara quando não entendemos a compra de R$ 24 bilhões em armamentos. Quem são os inimigos? As empresas petrolíferas do Bush, e todas aquelas que sugam o petróleo iraquiano? Os bio-piratas que aqui roubam nossa matéria-prima que está jogada no chão do terreno brasileiro? Ou da mesma forma os “evangelizadores” que numa mão carregam a bíblia e noutra o detector de metais? Os ETs? Quem?

Então podemos entender que a possibilidade de realização de olimpíada conquistada agora, no ano 2009, não representa muita coisa.

Não estão cientes de que o Mundo ‘acaba’ em 2012? Se ele acabar mesmo, ou não, isto se aguarda, o petróleo do Pré-Sal será apenas servido aos bebedores de petróleo (o carro) em 2016, mas a festa está sendo feita antecipadamente.

Pode ser que passando por todos os momentos de re-equilíbrio planetário que se avizinha, possamos vislumbrar um mundo capaz de realizar Jogos entre países de forma mais humilde. Ou vocês acham que foi só discurso e imagens lindas e projeções de uma proposta para sediar os jogos olímpicos que influenciaram a deci$ão pelo Rio em 2016? Tem um Contrato nisso, e contratos normalmente tem as cláusulas que tratam dos investimentos e garantias.

O Bolsa-Família tá em dia, os milico gostaram das novas armas, os políticos do partido A ao Z estão satisfeitos com as benesses do cofre, enfim… Outro questionamento que se abarca no assunto, é entender o que foi feito do discurso do “Etanol salvar o Mundo do Aquecimento Global”?

O Brasil “iria” plantar cana, girassol, mamoma até nos fundos do quintal para suprir os bebedores de petróleo, na época com álcool de boa qualidade para andarem pelas ruas e estradas do Planeta. Bafômetro neles nem pensar!

Como está o projeto? Parece que agora buscam uma matriz energética baseada na energia nuclear, com “fins pacíficos”, e fazendo amizade com o Irã de Mahmoud Ahmadinejad, que ganhou uma eleição de forma duvidosa, abafando uma revolta popular contra seu Governo e matando gente inocente. Algo como um frio na espinha me passa agora, de pensar que o futuro é logo ali adiante, e que podemos reviver momentos de uma ditadura pior da que vivida e dita pelos que hoje estão no poder, pois parece que aprenderam como manterem-se no poder, e gostaram disso.

E Golpe em Honduras não pode acontecer, mesmo que Zelaya tenha tentado mudar a Constituição daquele país, ele continua sendo “um bom camarada” para os planos de dominação do Brasil no continente, e quem sabe, o Mundo.

Nossa “Carta Magna” que se cuide!

Júlio Wandam, Ambientalista

* Colaboração do Movimento Ambiental Os Verdes Tapes/RS para o EcoDebate, 06/10/2009

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta utilizar o formulário abaixo. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

Participe do grupo Boletim diário EcoDebate
E-mail:
Visitar este grupo

Comentários encerrados.

Top