Amigos da Terra organiza II Encontro sobre fenômenos naturais, adversidades e mudanças climáticas (II EFAMuC)

ENCONTRO SOBRE FENÔMENOS NATURAIS, ADVERSIDADES E MUDANÇAS CLIMÁTICAS (II EFAMuC), em Araranguá, SC
ENCONTRO SOBRE FENÔMENOS NATURAIS, ADVERSIDADES E MUDANÇAS CLIMÁTICAS (II EFAMuC), em Araranguá, SC

Araranguá/SC foi o epicentro do Furacão Catarina em 2004, palco de enchentes e tornados recentes, e será agora nos dias 07 e 08 de outubro o grande centro das discussões das mudanças climáticas que estão ocorrendo com tanta freqüência e intensidade em SC e no RS e tantos prejuízos estão causando à população, economia e meio ambiente da Região Sul.

Os dois dias de programação contarão com palestrantes de várias instituições do país, testemunhos de afetados pelos eventos climáticos extremos, debates, audiência pública sobre os códigos Ambiental e Florestal estaduais, exposições, instalação multicultural e exibição de vídeos, conforme a programação que pode ser conferida no site do evento: www.efamuc.contato.net

Para além das palestras de cunho científico, o evento terá um caráter popular, contando depoimento de várias pessoas atingidas pelas tragédias do clima de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e outras regiões. Segundo Lucia Ortiz, dos Amigos da Terra Brasil, uma das organizadoras do evento, comunidades e representantes de movimentos sociais trarão também depoimentos de como já estão se organizando e mobilizando a sociedade para o cuidado com a natureza e para a adaptação ao caos climático. “Acreditamos que essa é a forma de aumentar a pressão para que as políticas nacionais e internacionais respondam com urgência e efetividade ao problema das mudanças climáticas”, enfatiza.

O II EFAMuC tem a finalidade de levar informação e esclarecimento às populações que vivem em áreas impactadas pelas adversidades e mudanças climáticas na região Sul e dar voz às comunidades afetadas para que suas demandas sejam reconhecidas a nível nacional e internacional, bem como visibilizadas no processo das negociações multilaterais do Clima na COP 15, em Copenhague no final do ano.

O encontro é uma realização da Ong Sócios da Natureza, FDESC – Fórum do Desenvolvimento do Extremo Sul Catarinense, AMESC – Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense, Núcleo Amigos da Terra Brasil, Prefeitura Municipal de Araranguá, 22ª Secretaria do Desenvolvimento Regional de Araranguá – SDR e Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Araranguá. O encontro conta com o apoio do Centro de Apoio Sócioambiental – CASA, Rede Brasileira de Justiça Ambiental, Amigos da Terra Internacional, Comissão de Turismo e Meio Ambiente da ALESC, Secretaria da Agricultura do Estado de SC, Caixa Econômica Federal, Defesa Civil de Santa Catarina, Eletrosul e Contato Internet.

Serviço:

II EFAMUC
II Encontro Sobre Fenômenos Naturais, Adversidades E Mudanças Climáticas

ONDE:
Auditório Grêmio da Fronteira (capacidade para mil pessoas), Centro de Araranguá, SC,

DATA:
7 e 8 de outubro, das 9 as 18hs

Inscrições gratuitas e maiores informações: www.efamuc.contato.net

CONTATOS:
Lucia Ortiz /Carolina Herrmann: 51 91150334 / 84099827
Amigos da Terra Brasil : 51 33328884
www.natbrasil.org.br

* Colaboração do Movimento Ambiental Os Verdes Tapes/RS para o EcoDebate, 03/10/2009

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta utilizar o formulário abaixo. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

Participe do grupo Boletim diário EcoDebate
E-mail:
Visitar este grupo

2 comentários em “Amigos da Terra organiza II Encontro sobre fenômenos naturais, adversidades e mudanças climáticas (II EFAMuC)

  1. Mil pessoas participaram do II Encontro sobre Fenômenos Naturais, Adversidades e Mudanças Climáticas da Região Sul (II EFAMuC – 07 e 08/10/09) superando a primeira edição de 2005, pós furacão Catarina. Apenas com este dado estatístico já pode ser considerado o maior encontro sobre mudanças climáticas do Brasil. A dinâmica dos painéis com renomados especialistas e testemunhos de SC e RS foi decididamente enriquecedor juntamente com os representativos stands ecológicos, a criativa instalação açoriana ameaçada pela elevação do nível do mar, a exibição de filmes sobre as tragédias do clima, concluindo com o curta metragem que será exibido em Copenhagen.
    Infelizmente Araranguá passa a ser uma trágica referência climática, pois é o único município do Brasil atingido por violentas enchentes e assustadoras chuvas de granizo, como também por ciclone extra-tropical, tornado e furacão. O Estado e a União precisam urgentemente olhar para a região que está vulnerável às adversidades do clima. Uma carta do II EFAMuC contendo as demandas e propostas está sendo elaborada pela relatoria e coordenação para ser publicada no http://www.efamuc.contato.net e enviada aos governantes propondo mais investimentos na prevenção, adaptação e em estudos além da ciência meteorológica envolvendo também a física, geologia, engenharia, geografia, oceanografia, antropologia e sociologia por exemplo.
    A população afetada pelas tragédias do clima em SC e RS continua querendo respostas!

Comentários encerrados.

Top