Temperatura do Ártico já atinge o nível previsto para 2070

degelo no Ártico
Imagem NOAA

Gelo do Ártico está derretendo mais rápido que o esperado – Elevação de temperatura na região já chega a níveis que só eram previstos para 2070, diz relatório

O gelo sobre o Oceano Ártico derrete-se tão depressa que a maior parte desse reservatório terá desaparecido dentro de 30 anos. Uma nova análise das condições na região, valendo-se de complexos modelos computadorizados do tempo e do clima, diz que as condições previstas para o final do século poderão materializar-se muito antes.

Uma mudança na quantidade de gelo é importante porque a superfície branca reflete luz solar de volta ao espaço. Quando o gelo é substituído pelas águas escuras do oceano, essa luz pode acabar absorvida, aquecendo a água e aumentando o aquecimento global. Da Associated Press e EcoDebate.

“Por conta da recente perda de gelo marítimo, as temperaturas de outono da superfície da região central do ártico de 2005 a 2008 foram 5º C superiores” ao que seria esperado, diz o novo relatório. Essa elevação só era esperada para 2070.

O novo relatório, assinado por Muyin Wang, do Instituto Conjunto para o Estudo da Atmosfera e Oceano, e James E. Overland, do Laboratório Marinho do Pacífico da Administração Nacional de Atmosfera e Oceano (NOAA) aparece na edição desta sexta-feira, 3, da revista especializada Geophysical Research Letters.

Os autores esperam que a área coberta por gelo no verão caia de 7,25 milhões de quilômetros quadrados para 1,6 milhão de quilômetros quadrados dentro de 30 anos.

A extensão mínima do gelo no ano passado foi de 4,6 milhões de quilômetros quadrados, em setembro. Trata-se de uma das menores já registradas, de acordo com o Centro Nacional de Dados de Gelo e Neve.

O artigo “A sea ice free summer Arctic within 30 years?”, de Wang, M., and J. E. Overland (2009), publicado na Geophysical Research Letters, 36, L07502, doi:10.1029/2009GL037820, apenas está disponível para assinantes.

Abaixo transcrevemos o abstract:

A sea ice free summer Arctic within 30 years?
Muyin Wang, Joint Institute for the Study of the Atmosphere and Ocean, University of Washington, Seattle, Washington, USA

James E. Overland, Pacific Marine Environmental Laboratory, NOAA, Seattle, Washington, USA

September 2008 followed 2007 as the second sequential year with an extreme summer Arctic sea ice extent minimum. Although such a sea ice loss was not indicated until much later in the century in the Intergovernmental Panel on Climate Change 4th Assessment Report, many models show an accelerating decline in the summer minimum sea ice extent during the 21st century. Using the observed 2007/2008 September sea ice extents as a starting point, we predict an expected value for a nearly sea ice free Arctic in September by the year 2037. The first quartile of the distribution for the timing of September sea ice loss will be reached by 2028. Our analysis is based on projections from six IPCC models, selected subject to an observational constraints. Uncertainty in the timing of a sea ice free Arctic in September is determined based on both within?model contributions from natural variability and between?model differences.

Received 6 February 2009; accepted 5 March 2009; published 3 April 2009.

Citation: Wang, M., and J. E. Overland (2009), A sea ice free summer Arctic within 30 years?, Geophys. Res. Lett., 36, L07502, doi:10.1029/2009GL037820.

[EcoDebate, 04/04/2009]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

Top