Maiores desmatadores do país devastam o equivalente a 160 mil campos de futebol


Cada um dos 100 maiores desmatadores do país são responsáveis pela devastação de uma área média de 1,6 mil hectares. Juntos, eles desmatam o equivalente a cerca de 160 mil campos de futebol, segundo informou ontem (29) o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc.

Os números fazem parte da Lista dos 100 Maiores Desmatadores do País. Segundo o estudo, de 100 acusados de devastação apenas dez vão a julgamento e um é condenado. O ministro afirmou, entretanto, que pretende não apenas denunciar os suspeitos, mas garantir a punição dos criminosos.

“Nós criamos uma força-tarefa com a Advocacia Geral da União, a AGU, e o Ministério Público Federal para levar esse grupo para o banco dos réus para pegar uma prisão pesada, de preferência plantando muitas árvores até o resto da vida, para pagar pelos crimes ambientais que cometeram”.

O ministro informou que todo o material apreendido pela força-tarefa, como grãos, toras e gado, será leiloado.
Minc fez as declarações durante a abertura da 12ª Semana de Biologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Minc classifica avanço do desmatamento na Amazônia como “muito ruim”

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, classificou como “muito ruim” o avanço do desmatamento registrado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que mostrou crescimento de 134% do desmate em agosto, em relação ao mês anterior. No entanto, Minc fez questão de registrar que o número é inferior ao desmatamento medido nos meses anteriores a sua chegada no governo.

“Os dados são péssimos. Mas cada um escolhe sua comparação, o número não ultrapassou junho e ficou muito abaixo do desmatamento de abril e maio”, comparou.

O aumento da atividade agropecuária, a pressão fundiária, a expectativa de regularização fundiária em terras públicas na Amazônia, a redução no efetivo de fiscalização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) na primeira quinzena de agosto por problemas com veículos foram listados pelo ministro como fatores que resultaram no aumento do desmate em agosto.

Outra explicação, segundo Minc, é o período eleitoral. O ministro apresentou dados do Ibama que apontam média maior de desmatamento em anos com eleições municipais, se comparados com anos sem pleito. “Em anos de eleição se desmata mais”, apontou.

De acordo com o ministro, o MMA vai tomar 12 medidas para conter o avanço do desmatamento.

Matérias de Flávia Villela e Luana Lourenço, da Agência Brasil, publicada no EcoDebate, 30/09/2008.

Nota do Ecodebate: para acessar a lista dos 100 maiores desmatadores de floresta do País, no formato PDF, clique aqui.
http://www.mma.gov.br/estruturas/imprensa/_arquivos/96_29092008045336.pdf

Um comentário em “Maiores desmatadores do país devastam o equivalente a 160 mil campos de futebol

  1. Prezado Henrique, que tamanho tem estes campos de futebol? Pelo Brasil afora tenho visto campos “ditos oficiais” com tamanhos que variam de 60 X 90 = 5.400 metros quadrados até 100 X 120 = 12.000 metros quadrados. Portanto, seria plausivel continuar com a expressão na regra oficial de hectares ou quilometros quadrados. Aliás é bom lembrar aos incautos de que hum (1,0) km quadrado corresponde a apenas 100 hectares e não l.000 como noticiado em alguns alfarrábios novíssimos…

    Resposta do EcoDebate:

    Caro Telmo,

    De fato, o uso corrente de associar um campo de futebol a um hectare é impreciso, mas seu uso se generalizou porque facilita ao leitor leigo a compreensão mínima das áreas desmatadas.

    Em geral, a área de um campo de futebol é facilmente visualizada pela maioria das pessoas e é exatamente isto que se busca com simplificação da comparação entre um hectare e um campo de futebol.

    A imprecisão é real, mas se justifica com o objetivo “pedagógico” da informação.

    Um abraço,

    Henrique Cortez
    coordenador do EcoDebate

Comentários encerrados.

Top