Maior parque eólico do sul português produz a partir de maio

Almodovar, Beja – O maior parque eólico do sul de Portugal, em instalação na cidade de Almodovar em um investimento de 35 milhões de euros, começa a produzir energia para a rede elétrica nacional em maio. Matéria da Agência Lusa, publicada pelo EcoDebate, 22/02/2008.

O parque, com uma potência total instalada de 26 megawatts (MW), inclui 13 aerogeradores em instalação em uma área de 94 hectares que abrange as localidades de Almodovar, São Barnabé e Santa Clara-a-Nova, na Serra do Mú.

Os primeiros dois aerogeradores vão começar a produzir e injetar energia na rede em maio e o parque estará em funcionamento pleno até final de julho, adiantou à agência Lusa Lobo Gonçalves, da empresa promotora do projeto, a Enernova, do grupo EDP.

Os 13 aerogeradores serão suportados em torres com 85 metros de altura e construídas em concreto, uma “inovação em Portugal”, salientou o responsável.

“Na Europa, a maior parte dos aerogeradores estão suportados em torres de aço e só na Alemanha é que existem parques eólicos com aerogeradores em torres de concreto”, precisou.

A nova técnica, explicou, além de “fomentar” a indústria nacional de concreto, já que o aço tem que ser importado, permite “elevar muito mais os aerogeradores” e, desta forma, “aproveitar melhor o vento”.

Projetado para produzir energia durante os próximos 25 anos, o parque vai ter uma produção anual de 58 gigawatts/hora (GWh), o suficiente para abastecer um aglomerado populacional de 40 mil habitantes.

Sem custos de emissões, o parque vai permitir ainda poupar 40 mil toneladas de emissões de gases de efeito estufa (CO2) em comparação com uma produção equivalente a partir de combustíveis fósseis.

“É mais um projeto que vem provar e aproveitar o potencial da cidade para a produção de eletricidade a partir de energias renováveis”, disse hoje à Lusa António Sebastião, prefeito de Almodovar, onde já funciona um parque solar, o primeiro projeto da empresa alemã WPD em Portugal.

Top