Operação do Ibama combate a exploração e o comércio de madeira ilegal, no Baixo Amazonas

Publicado em maio 13, 2009 por

Tags: combate ao desmatamento, desmatamento, IBAMA

Operação do Ibama combate a exploração e o comércio de madeira ilegal, no Baixo Amazonas

O Ibama realizou no final de mês de abril duas operações de fiscalização ambiental na região dos municípios de Maués e Parintins onde foi constatada a exploração ilegal de madeira praticada por diversas empresas. Ao total, foram aplicados aproximadamente 4 milhões de reais em multas, apreendidos mais de 2 mil metros cúbicos de madeiras e diversos outros equipamentos como serrarias portáteis, tratores, balsas, barcos e caminhões. Essas operações fazem parte do Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal e contaram com a participação de servidores das Polícias Militar e Civil do Amazonas, Instituto Chico Mendes e Polícia Federal, num total de 45 pessoas.

Essas ações, denominadas de Operação Maués e Operação Baixo Amazonas, visaram combater crimes cometidos contra a flora, especialmente a exploração, o comércio e o transporte ilegal de madeira. Por meio de um sistema de controle e monitoramento dessas atividades, o Ibama constatou diversas irregularidades que puderam ser constadas in loco, na região dos municípios de Maués e Parintins.

Em Maués, cerca de 270 km de Manaus, as atividades se concentraram nos rios Maués-açu, Maués-mirim, Parauari e na sede do município com foco na inspeção das empresas madeireiras. Já em Parintins, a atuação foi desenvolvida na região dos rios Mamuru e Uaicurapá, nas proximidades do município de Juriti/PA.

A exploração ilegal de madeira ocorre com a retirada de árvores de espécies nobres em terras da União ou em áreas particulares sem a autorização do órgão ambiental. Em Parintins foi encontrada uma serraria móvel que era empregada para beneficiar as toras. Depois, essa madeira era transportada em balsas pelos rios amazônicos para abastecer o mercado no Pará e seguir em outras transações. Além da redução de biodiversidade, o saque à floresta também causa diversos outros impactos como, a abertura de estradas clandestinas, a destruição de árvores jovens, a obstrução de igarapés e muitas vezes empregam pessoas sem respeitarem os direitos trabalhistas.

Em Maués, a atividade madeireira tem se desenvolvido muito nos últimos 5 anos. Até então, além de ser considerada a capital do guaraná, o município gozava de ser um dos principais produtores de óleo utilizado na fabricação do famoso perfume Chanel 5, extraído da árvore pau-rosa (Aniba rosaeodora Ducke). Como a fiscalização ambiental tem fechado o cerco às empresas criminosas que exploram madeira ilegal no Pará, muitas delas estão procurando novas fronteiras para atuar, como na região do baixo Amazonas.
Durante as operações foram apreendidos 2 barcos empurradores, 2 balsas, 2 tratores, 3 caminhões, 2 serrarias portáteis, 5 motosserras, 1 motor gerador, 1 motor estacionário, 529 m³ de madeira serrada, 1.500m³ de madeira em tora, ferramentas de uso geral e embargadas 06 empreendimentos agropecuários e 01 olaria.

Foram lavrados 24 Autos de Infração pelos crimes de exploração, comércio e transporte ilegal de madeira, desmatamento e funcionamento de atividades sem licença ambiental, que somadas chegam a aproximadamente 4 milhões de reais. Todos esses ilícitos estão previstos na Lei de Crimes Ambientais e, além dos responsáveis serem processados administrativamente, os infratores poderão ser processados judicialmente. Também serão obrigados a recompor o dano ambiental causado.

Resumo das operações Maués e Operação do Baixo Amazonas

Operação Maués Operação Baixo Amazonas
Ações realizadas Resultado das ações Ações realizadas Resultado das ações
Plano de manejo vistoriado 07 Plano de manejo vistoriado

Inspeções realizadas 06
Inspeções realizadas 02
Bens apreendidos
01 balsa, 01 empurrador, 01 serraria portátil, 1.495 m³ de madeira em tora e 459m³ de madeira serrada de espécies diversas.
Bens apreendidos 01 balsa, 01 empurrador, 1 serraria portátil, 03 caminhões, 05 motosserras, 01 motor gerador, 01 motor estacionário,01 trator e 70m³ de madeira serrada e ferramentas diversas.
Embargos
01 olaria
Embargos
06 áreas de desmatamento
Nº de Autos de Infração lavrados
11 Nº de Autos de Infração lavrados 13
Total de multas
R$ 2.012.550,00
Total de multas R$1.800.000,00

Obs. Ainda estão sob apuração 05 autos de infração, num valor estimado de R$1.650.000,00.

Ibama/AM

[EcoDebate, 13/05/2009]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.


Comments are closed.