Decrescimento, uma alternativa, artigo de Iosu Perales

  O decrescimento é uma alternativa econômica? Quando um rio transborda, queremos que decresça e as águas retornem ao seu leito. Trata-se disso. Na realidade, o decrescimento não é uma opção, é uma necessidade – Iosu Perales IHU “Diante dessa ideia que quer colocar no centro da vida humana a produção e o consumo, o imaginário coletivo deve ser descolonizado. Vivemos em um planeta de cinco ou mais velocidades que classifica países, regiões e

Os 40 países com maior decrescimento populacional entre 2020 e 2100, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “O consumo humano, a população e a tecnologia alcançaram aquele estágio em que a mãe Terra não aceita mais nossa presença em silêncio” Dalai Lama   [EcoDebate] A população mundial de 7,8 bilhões de habitantes em 2020 deve passar para 10,9 bilhões em 2100, segundo as projeções demográficas divulgadas pela Divisão de População da ONU (revisão 2019). Mas, a despeito do aumento global, um grande grupo de países vai ter a população reduzida nos

A queda da fecundidade na China e o decrescimento populacional, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“A população mundial precisa ser estabilizada e, idealmente, reduzida gradualmente” Alerta dos cientistas mundiais sobre a emergência climática (05/11/2019)   [EcoDebate] A China é o país mais populoso do mundo, mas vai perder este posto para a Índia nos próximos anos e deve apresentar um grande decrescimento populacional no restante do século. Haverá uma grande mudança na estrutura etária, com um forte processo de envelhecimento, como mostrado na figura abaixo.     A China tinha pouco

Redução do déficit ambiental da Ucrânia via decrescimento demoeconômico, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  [EcoDebate] A Ucrânia tinha um déficit ambiental de 129% em 1995, que foi reduzido para 11% em 2014. A pegada ecológica per capita que era de 3,9 gha em 1995, caiu para 2,96 gha em 2014, enquanto, no mesmo período, a biocapacidade per capita subiu de 1,7 gha para 2,67 gha, conforme os últimos dados da Global Footprint Network.     O gráfico abaixo, da Divisão de População da ONU (revisão 2017), mostra

Decrescimento demoeconômico da Bulgária: do déficit ao superávit ambiental, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  A Bulgária se tornou um exemplo de país que saiu do déficit ambiental para o superávit ambiental, por meio do decrescimento demoeconômico. [EcoDebate] O gráfico abaixo mostra que a Bulgária tinha um déficit ambiental de 47% em 1997 e passou a ter superávit ambiental de 5% em 2014, conforme os últimos dados da Global Footprint Network.     A pegada ecológica per capita da Bulgária era de 3,43 hectares globais (gha) em 1997, para

Decrescimento, parte 5/6: Os dois inimigos da humanidade e a agrointoxicação; análise de Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  A agrointoxicação do planeta: um problema sistêmico Jornal da UNICAMP TEXTO LUIZ MARQUES FOTOS REPRODUÇÃO EDIÇÃO DE IMAGEM LUIS PAULO SILVA Desde 2015, habitamos um planeta em cuja atmosfera concentram-se mais de 400 partes por milhão (ppm) de dióxido de carbono (CO2) e mais de 1.840 partes por bilhão (ppb) de metano, os dois principais gases de efeito estufa (GEE). Em média, as concentrações de CO2 foram de 405 ppm em 2017, ou seja 2,2 ppm

Decrescimento, parte 4/6: Os limites da água; análise de Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  Resumo: Este quarto artigo (de uma série de 6) aborda a centralidade da crise hídrica no âmbito das crises ambientais globais e enfatiza a vulnerabilidade do Brasil, com uma breve análise sobre as recorrentes secas na Amazônia e no sistema Cantareira, que entra agora, novamente, em estado de alerta com apenas 40% de sua capacidade total. JORNAL DA UNICAMP TEXTO LUIZ MARQUES FOTOS ANTONIO SCARPINETTI | REPRODUÇÃO EDIÇÃO DE IMAGEM LUIS PAULO SILVA Decrescimento. IV

Decrescimento, parte 3/6: Colapso da biodiversidade; análise de Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  Trata-se do terceiro de uma série de seis artigos sobre as crises socioambientais contemporâneas e suas possíveis soluções ou mitigações numa perspectiva de decrescimento administrado. Resumo: (1) A biodiversidade é a "infra-estrutura" que suporta toda a vida no planeta. O foco do artigo é o exame de um aspecto central do atual declínio da biodiversidade terrestre, qual seja, a remoção e degradação das florestas tropicais, habitat da grande maioria das espécies vegetais

Decrescimento, parte 2/6: Mudanças climáticas; análise de Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  Resumo: (1) Trata-se do segundo de uma série de seis artigos sobre as crises socioambientais contemporâneas e suas possíveis soluções ou mitigações numa perspectiva de decrescimento administrado. (2) Este segundo artigo, sobre as mudanças climáticas, retoma os principais argumentos científicos que demonstram a inevitabilidade atual de um aquecimento médio global superior a 2 graus C nos próximos decênios, mantido o paradigma do crescimento econômico lastreado na queima de combustíveis fósseis e nos

O decrescimento demoeconômico e o trilema da sustentabilidade, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Acreditar que o crescimento econômico exponencial pode continuar infinitamente num mundo finito é coisa de louco ou de economista” Kenneth Boulding (1910-1993) [EcoDebate] O capitalismo é o sistema econômico que mais gerou riqueza desde o surgimento do Homo sapiens. O crescimento econômico e populacional dos últimos 240 anos não tem paralelo na história da humanidade. Tomemos o ano de 1776 como o marco inicial do capitalismo industrial- fóssil, pois foi o

O decrescimento demográfico da Rússia, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Esta semana começa a Copa do Mundo de Futebol na Rússia, que é o maior país do mundo, em termos de extensão territorial, com 17,1 milhões de km2 e tem um território duas vezes maior do que o do Brasil. Também possui uma das menores densidades demográficas do mundo, apenas 8 habitantes por km2. A Rússia foi o país que sofreu as maiores perdas humanas durante a Primeira Guerra Mundial,

Decrescimento. Uma perspectiva de esquerda sobre as crises socioambientais, parte 1/6; análise de Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  Resumo: Trata-se do primeiro de uma série de seis artigos sobre as crises socioambientais contemporâneas e suas possíveis soluções ou mitigações numa perspectiva de decrescimento administrado. Este primeiro artigo introduz e assenta as premissas desta perspectiva. Um dado interessante, que apenas confirma o que sabemos, mas não deixa de ser alarmante, é o resultado do Global Risk Report 2018. Na última reunião da cúpula empresarial do planeta em Davos foi realizado um survey

Top
Betway Casino Roulette Image Banners
Betway Casino Roulette Image Banners