Mudança climática aumenta os eventos extremos relacionados à água

 

Mudança climática aumenta os eventos extremos relacionados à água

Eventos diários de precipitação extrema provavelmente se intensificarão em cerca de 7% para cada 1 grau Celsius de aumento da temperatura global

Poderosos sistemas de tempestades provocaram inundações nos Estados Unidos no final de julho, matando pelo menos 37 pessoas no leste de Kentucky, quando a água da enchente engoliu casas e desencadeou deslizamentos de terra. Chuvas recordes também inundaram os bairros de St. Louis , e outro dilúvio em Nevada inundou a  faixa de Las Vegas .

O impacto das mudanças climáticas em eventos extremos relacionados à água como este está se tornando cada vez mais evidente. As tempestades nos EUA se seguiram a inundações extremas neste verão na Índia e na Austrália e no ano passado na Europa Ocidental .

Estudos de cientistas de todo o mundo mostram que o ciclo da água vem se intensificando e continuará a se intensificar à medida que o planeta aquece. Uma avaliação climática internacional que escrevi em 2021 para o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas apresenta os detalhes.

Documentou um aumento em ambos os extremos úmidos, incluindo chuvas mais intensas na maioria das regiões, e extremos secos, incluindo a seca no Mediterrâneo, sudoeste da Austrália, sudoeste da América do Sul, África do Sul e oeste da América do Norte. Também mostra que os extremos úmidos e secos continuarão a aumentar com o aquecimento futuro.

Por que o ciclo da água está se intensificando?

A água circula pelo ambiente, movendo-se entre a atmosfera, oceano, terra e reservatórios de água congelada. Pode cair como chuva ou neve, infiltrar-se no solo, correr para um curso de água, juntar-se ao oceano, congelar ou evaporar de volta para a atmosfera. As plantas também absorvem água do solo e a liberam através da transpiração de suas folhas. Nas últimas décadas, houve um aumento geral nas taxas de precipitação e evaporação.

Vários fatores estão intensificando o ciclo da água, mas um dos mais importantes é que as temperaturas mais altas aumentam o limite superior da quantidade de umidade no ar. Isso aumenta o potencial para mais chuva.

 

Este aspecto da mudança climática é confirmado em todas as nossas linhas de evidência discutidas no relatório do IPCC. É esperado da física básica, projetada por modelos de computador, e já aparece nos dados observacionais como um aumento geral da intensidade das chuvas com o aquecimento das temperaturas.

Compreender esta e outras mudanças no ciclo da água é importante para mais do que se preparar para desastres. A água é um recurso essencial para todos os ecossistemas e sociedades humanas, em particular a agricultura.

o que isso significa para o futuro?

A intensificação do ciclo da água significa que os extremos úmidos e secos e a variabilidade geral do ciclo da água aumentarão, embora não de maneira uniforme em todo o mundo.

Espera- se que a intensidade das chuvas aumente na maioria das áreas terrestres , mas os maiores aumentos na secura são esperados no Mediterrâneo, sudoeste da América do Sul e oeste da América do Norte.

Mapas mostrando projeções de precipitação e projeções de aquecimento a 1,5 e 3 graus Celsius.
Prevê-se que a precipitação média anual aumente em muitas áreas à medida que o planeta aquece, particularmente nas latitudes mais altas. Sexto Relatório de Avaliação do IPCC

 

Globalmente, os eventos diários de precipitação extrema provavelmente se intensificarão em cerca de 7% para cada 1 grau Celsius (1,8 graus Fahrenheit) de aumento da temperatura global.

Muitos outros aspectos importantes do ciclo da água também mudarão além dos extremos à medida que as temperaturas globais aumentam, mostra o relatório, incluindo reduções nas geleiras das montanhas, diminuição da duração da cobertura de neve sazonal, derretimento precoce da neve e mudanças contrastantes nas chuvas de monção em diferentes regiões, que afetará os recursos hídricos de bilhões de pessoas.

O que pode ser feito?

Um tema comum nesses aspectos do ciclo da água é que as emissões mais altas de gases de efeito estufa levam a impactos maiores .

O IPCC não faz recomendações de política. Em vez disso, fornece as informações científicas necessárias para avaliar cuidadosamente as escolhas políticas. Os resultados mostram quais são as implicações de diferentes escolhas.

Uma coisa que a evidência científica no relatório diz claramente aos líderes mundiais é que limitar o aquecimento global à meta do Acordo de Paris de 1,5 C (2,7 F) exigirá reduções imediatas, rápidas e em larga escala nas emissões de gases de efeito estufa.

Independentemente de qualquer meta específica, está claro que a gravidade dos impactos das mudanças climáticas está intimamente ligada às emissões de gases de efeito estufa: Reduzir as emissões reduzirá os impactos. Cada fração de grau importa.

Este artigo foi atualizado em 1º de agosto de 2022, com o número de mortos em Kentucky aumentando.

* Este artigo foi publicado originalmente no site The Conversation e republicado aqui sob uma licença Creative Commons. Leia aqui a versão original em inglês: https://theconversation.com/climate-change-is-intensifying-the-water-cycle-bringing-more-powerful-storms-and-flooding-heres-what-the-science-shows-187951

 

Henrique Cortez *, tradução e edição.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 03/08/2022

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Deixe um comentário

Top