Mudança climática terá mais impacto nas populações mais pobres

 

seca

Mudança climática terá mais impacto nas populações mais pobres

Mudanças climáticas provavelmente levarão ao esgotamento dos recursos em algumas das regiões mais carentes, prendendo assim indivíduos que não podem migrar

Por Nature Publishing Group*

As mudanças climáticas podem levar a uma redução da mobilidade internacional para as populações com os níveis de renda mais baixos na África Subsaariana, Norte da África e ex-União Soviética em até 10% até 2100. Isso pode aumentar para até 35% em cenários mais pessimistas , de acordo com um estudo de modelagem publicado na Nature Climate Change .

Espera-se que a migração seja usada com mais frequência como estratégia de adaptação às mudanças climáticas . No entanto, as mudanças climáticas provavelmente levarão ao esgotamento dos recursos em algumas das regiões mais carentes, prendendo assim indivíduos que não podem migrar. Pesquisas recentes examinaram os efeitos das futuras mudanças climáticas na migração usando uma variedade de modelos, mas as limitações da mobilidade internacional para populações com recursos restritos ainda são desconhecidas.

Para quantificar o efeito da imobilidade limitada por recursos das mudanças climáticas, Hélène Benveniste e colegas desenvolveram um modelo de migração internacional e remessas (incluindo distribuições de renda) e o incorporou a um modelo de avaliação integrado (um modelo global de clima -economia). Eles então conduziram exercícios de projeção seguindo cinco cenários diferentes de desenvolvimento futuro e mudanças climáticas ao longo do século XXI para ilustrar uma série de possíveis fatores de migração. Em seguida, eles incorporaram os efeitos das mudanças climáticas na privação de recursos e imobilidade subsequente.

Os autores descobriram que a mudança climática leva à diminuição da mobilidade internacional das populações mais pobres em pelo menos algumas regiões do mundo. Em um cenário em que as emissões atingem o pico em 2040 e as tendências econômicas não mudam acentuadamente, a mobilidade internacional pode ser reduzida em mais de 10% para indivíduos com os níveis de renda mais baixos. Isso sugere que a imobilidade com restrição de recursos provavelmente desempenhará um papel considerável no nexo clima-migração.

Esses achados confirmam os efeitos potencialmente devastadores dos impactos das mudanças climáticas nas populações mais pobres, bem como os limites da migração como ferramenta de adaptação, segundo os autores.

Referência:

Hélène Benveniste et al, Climate change increases resource-constrained international immobility, Nature Climate Change (2022). DOI: 10.1038/s41558-022-01401-w

 

Henrique Cortez *, tradução e edição.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 09/07/2022

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top