Brasil já tem quase 10 milhões de casos e mais de 50 mil mortes da covid-19 em 2022

 

Brasil já tem quase 10 milhões de casos e mais de 50 mil mortes da covid-19 em 2022, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

O Brasil é um dos locais mais impactos pela pandemia da covid-19. O país tem 2,7% da população mundial, mas registrou até agora 5,9% dos casos globais e 10,6% das mortes globais.

Desde o início da doença o Brasil já registrou 31,7 milhões de casos da covid-19 e 669 mil mortes, até o dia 19 de junho.

O número de pessoas infectadas até o dia 19/06/2022 já se aproxima de 10 milhões de casos em 2022, número maior do que os 7,7 milhões de 2020 e menor do que os 14,6 milhões de 2021, conforme o gráfico abaixo (painel da esquerda). O número de mortes chegou a 50 mil óbitos até o dia 19/06/22 (painel da direita do gráfico), número que é bem menor do que os de 2020 e 2021, mostrando que a vacinação conseguiu reduzir o número de vítimas fatais da covid-19

número de casos e mortes por covid 19 no brasil

 

Os gráficos abaixo mostram o número de casos e de óbitos da covid-19 para as semanas epidemiológicas de março de 2020 a junho de 2022. Observa-se que o pico de casos ocorreu na 4ª semana de 2022 (23/01 a29/01) com 1,31 milhão de pessoas infectadas (quase 200 mil casos por dia) e o pico do número de mortes ocorreu na 14ª semana de 2021 (04/04 a 10/04) com 21,3 mil óbitos (média de mais de 3 mil óbitos por dia).

Na 24ª semana epidemiológica (12-06 a 18/06/2022) houve 248,4 mil pessoas infectadas, com média diária de 35,5 mil casos e houve 936 mortes da covid-19, com média diária de 134 óbitos. Estes números foram menores do que na 23ª semana epidemiológica, mas são maiores do que os valores do final de 2021.

A primeira quinzena de junho apresentou média diária de 39,5 mil casos e 134 mortes. Números bem superiores do que a primeira quinzena de maio que apresentou média diária de 16 mil casos e 95 óbitos.

casos e óbitos por covid 19 no brasil

 

O gráfico abaixo mostra a distribuição por sexo e idade das cerca de 50 mil mortes de 2021. A maioria das mortes (54,2%) foram de homens e 45,8% de mulheres. A percentagem de idosos vítimas da covid-19 aumentou para 82,8%, número bastante superior aos cerca de 70% dos dois anos anteriores. Portanto, a pandemia continua matando mais homens e pessoas de 60 anos e mais de idade.

percentagem de óbitos de covid-19 no Brasil por sexo e idade

 

Todos estes números mostram que o Brasil ainda não está livre da pandemia. O número de pessoas infectadas se aproxima de 10 milhões no espaço de menos de 6 meses. Mas, felizmente, o número de mortes é menor. Sem embargo, 50 mil óbitos de 01/01 a 19/06 é um número não desprezível e mostra que a retomada do aumento da expectativa de vida ainda vai ser adiada para 2023 e adiante.

José Eustáquio Diniz Alves
Doutor em demografia, link do CV Lattes:
http://lattes.cnpq.br/2003298427606382

Referências:

ALVES, JED. A pandemia de Coronavírus e o pandemônio na economia internacional, Ecodebate, 09/03/2020 https://www.ecodebate.com.br/2020/03/09/a-pandemia-de-coronavirus-covid-19-e-o-pandemonio-na-economia-internacional-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/

ALVES, JED. O impacto mortal da covid-19 sobre a economia e a demografia brasileira, ANPOCS, 11/05/2020 http://anpocs.com/images/stories/boletim/boletim_CS/Boletim_n37.pdf

ALVES, JED. Demografia e Economia nos 200 anos da Independência do Brasil e cenários para o século XXI (com a colaboração de GALIZA, F), ENS, maio de 2022
https://ens.edu.br:81/arquivos/Livro%20Demografia%20e%20Economia_digital_2.pdf

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 20/06/2022

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Deixe um comentário

Top