Horta urbana Coletivo Horta das Flores está ameaçada de remoção e extinção

Viveiro de Mudas. Horta das Flores na Avenida Alcântara Machado, na Mooca. 2021/09/14 Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Viveiro de Mudas. Horta das Flores na Avenida Alcântara Machado, na Mooca. 2021/09/14 Foto: Marcos Santos/USP Imagens

 

Horta urbana Coletivo Horta das Flores está ameaçada de remoção e extinção

A Horta das Flores está localizada na Mooca, um dos bairros mais poluídos da cidade com a menor área verde por habitante de São Paulo

Por Valéria Blanco

O coletivo Horta das Flores recebeu a triste notícia que o Desembargador Sidney Romano dos Reis, da 6° Câmara de Direito Público do E. Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo derrubou a liminar que suspendia qualquer licença ou autorização para iniciar obras no local e fazer a remoção indevida de uma das mais importantes (e poucas) áreas verdes do bairro da Mooca, em São Paulo.

A liminar atendia a um pedido feito pelo Ministério Público do Estado de São Paulo para que o processo ficasse paralisado até que fossem esclarecidas possíveis irregularidades da Prefeitura de São Paulo ao conceder autorização para o empreendimento no local sem considerar os danos ambientais.

O Coletivo Horta das Flores vem lutando desde 2017 pela permanência de um dos mais importantes espaços verdes localizado na Mooca, que é um dos bairros mais poluídos e com menos vegetação da cidade de São Paulo. O terreno, junto com outros espaços localizados no bairro (que inclui a tradicional Feira de Domingo), foi selecionado para Parceria Público Privada da Habitação (PPP) entre a Prefeitura da Cidade de São Paulo e a Cohab, negligenciando o trabalho feito há 17 anos pelo coletivo na horta comunitária, onde é realizada uma ação socioambiental única para toda a comunidade.

Localizado na Praça Alfredo Di Cunto (Av. Alcântara Machado, 2200 – Radial Leste), o espaço atualmente conta com mais de 200 árvores, plantas certificadas, um viveiro de mudas nativas, canteiros com plantas de propriedades medicinais e aromáticas, além de abrigar uma estufa que já participou do Programa Escola Estufa Lucy Montoro – com 12 canteiros de hortaliças e PANC’s – Plantas Alimentícias Não Convencionais – destinado a aulas de educação ambiental, que recebeu recentemente o selo Sampa+Rural, da Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Econômico.

O espaço – que também promove programas de pesquisas e ações junto a universidades, as quais utilizam o local para estudo das plantas, mudas nativas, bioconstrução, agroflorestal e permacultura, com estudantes dos cursos de biologia e agronomia – é aberta ao público e conta com parcerias de projetos como Verdejando, Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto – BOMPAR, Arsenal da Esperança, Pedra 90, o projeto OHQUIDEA (que resgatou mais de 10mil orquídeas desde 2017), entre outros..

O Coletivo Horta das Flores é formado por voluntários e moradores da região.

Links:

Instagram_ Horta das Flores
www.instagram.com/hortadasflores/

Facebook – Horta das Flores

Abaixo-assinado feito pelo Coletivo Horta das Flores
www.change.org/p/a-horta-das-flores-corre-perigo-pela-permanência-da-horta-na-praça-alfredo-dicunto

Do asfalto nasce uma horta: a história da horta das flores
https://youtu.be/A_WAtRn-1Sg

Tour Horta das Flores
https://www.youtube.com/watch?v=iIGMeipewaw

SPCultura
https://spcultura.prefeitura.sp.gov.br/agente/16100/

Matéria SPTV 1a edição/ G1 – com participação da Horta das Flores
Documento assinado na capital pede práticas mais sustentáveis
‘Declaração de São Paulo sobre Saúde Planetária’ pede mudanças na forma como vivemos na Terra
https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/videos-sp2/playlist/videos-sp2-de-sabado-9-de-outubro.ghtml

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 03/12/2021

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top