O papel das empresas no desenvolvimento sustentável

 

O papel das empresas no desenvolvimento sustentável

Empresas de diversos setores estão buscando, cada vez mais, o desenvolvimento de práticas sustentáveis.

reunião

A conscientização ambiental já foi apreciada apenas por um grupo de nicho da sociedade, que cresceu rapidamente na última década, gerando diretamente mudanças nos comportamentos de compra dos consumidores, que também têm preferência por empresas sustentáveis.

Com a pandemia, o perfil do consumidor mudou drasticamente, assim como as empresas de setores que antes eram tidos como pouco relevantes, cresceram substancialmente durante o período da quarentena. Empresas dos setores de entretenimento e tecnologia tiveram grande destaque, especificamente na produção de aplicativos mobile de games e também de apostas esportivas (também conhecidas como sporting bets em inglês). As mudanças não ficam restritas somente à questão do entretenimento, mas existe uma preocupação cada vez mais crescente acerca das responsabilidades socioambientais das empresas, atualmente o consumidor é muito mais seletivo e dá preferência a empresas que adotem posturas mais responsáveis no cuidado ao meio ambiente.

Dois terços dos consumidores optam conscientemente por evitar marcas ou itens específicos devido a preocupações ambientais, um número que aumentou 26% nos últimos seis anos, segundo a mais recente pesquisa ambiental da Tetra Pak. Em relação aos grandes executivos, isso não é diferente de acordo com um recente estudo realizado pelo IBV (Institute for Business Value), vinculado à empresa de tecnologia IBM, nove em cada dez empresas afirmaram que vão trabalhar em iniciativas de sustentabilidade até o final de 2021.

Muitas empresas fizeram um enorme progresso em termos de sustentabilidade dos negócios nos últimos anos, separamos aqui 4 empresas que estão adotando práticas sustentáveis. Confira:

  1. Derwent London Logo

Derwent London é a empresa número 1 do Reino Unido que desenvolve e gerencia propriedades de escritórios em Londres. Há muitos anos, a empresa se esforça para ser sustentável, garantindo que a sustentabilidade seja implantada em todas as etapas do design e entrega de seus produtos, mas também pela manutenção de fortes relacionamentos nas comunidades em que a empresa atua.

Eles cuidam de seus funcionários e incentivam o desenvolvimento pessoal contínuo, reconhecendo e nutrindo alto desempenho. Também preocupado com o meio ambiente, o programa sustentável inclui reduzir a poluição, as emissões de gases de efeito estufa e os resíduos, além de ser eficiente em termos de recursos e energia.

  1. Amanco Wavin

Em busca de matérias-primas menos poluentes, a fabricante de tubos e conexões Amanco inovou na formulação de seus produtos com o uso de tecnologias mais limpas. Um destaque da empresa foi a substituição do solvente tolueno, que pode causar dependência nos trabalhadores que inalam seu vapor, por outro de menor impacto para a saúde e para o meio ambiente. Pela iniciativa, a empresa ganhou em 2009 o selo Sustentax, que certifica produtos sustentáveis. De lá pra cá, num esforço de engenharia de materiais, a empresa também alterou a fórmula de outros de seus produtos, como os estabilizantes, que deixaram de levar chumbo em sua composição, eliminando riscos de intoxicação pelo metal entre seus funcionários.

  1. Johnson & Johnson

A empresa estabelece metas ambientais há quase 30 anos e tem o compromisso de melhorar continuamente a eficiência energética e o desempenho ambiental de produtos e processos.

Eles estão formando parcerias com organizações líderes em abordagens inovadoras que consistem em reduzir seu impacto no clima e nos recursos hídricos. A empresa tem como objetivo aumentar a capacidade de reciclagem de suas embalagens de produtos de consumo por meio de designs recicláveis ​​e parcerias sustentáveis.

  1. Alcoa

A maior fabricante de alumínio do mundo, a americana Alcoa, tem se destacado, também, quando o assunto é sustentabilidade no mundo dos negócios. Preocupada em conciliar desenvolvimento econômico e preservação do meio ambiente, ela explora, há pouco mais de um ano, uma mina de bauxita no município de Juriti, no coração da Floresta Amazônica, com técnicas que minimizem os impactos ambientais. O objetivo da empresa é transformar Juriti em referência de atuação socioambiental no setor de mineração.

A empresa criou um conselho especial para discutir com as comunidades locais e o poder público o desenvolvimento do município, além de um fundo de financiamento de ações sociais na região.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 12/10/2021

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Deixe um comentário

Top