Enfrentar a mudança climática é o principal desafio da década, aponta pesquisa global

 

Enfrentar a mudança climática é o principal desafio da década, aponta pesquisa global

As mudanças climáticas e a perda de biodiversidade são vistas como os desafios mais preocupantes ao longo da década, de acordo com o relatório da pesquisa “O Mundo em 2030”

  • As mudanças climáticas e a perda de biodiversidade são vistas como os desafios mais preocupantes ao longo da década, de acordo com o relatório da pesquisa “O Mundo em 2030”, publicado nesta quarta-feira (31), pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).
  • Para os entrevistados, o investimento em soluções ‘verdes’, educação sobre sustentabilidade, promoção da cooperação internacional e construção de confiança na ciência são as melhores maneiras de abordar o problema.
  • Mais de 15 mil pessoas ao redor do mundo contribuíram para a pesquisa, que foi realizada online entre maio e setembro de 2020 e disponibilizada em 25 línguas.
Estudantes da Escola Francesa de Nova York protestam contra a mudança climática no bairro Upper East Side.
Estudantes da Escola Francesa de Nova York protestam contra a mudança climática no bairro Upper East Side. Foto | Emmanuel Rouy/Lycée Français

As mudanças climáticas e a perda de biodiversidade são vistas como os desafios mais preocupantes ao longo da década, de acordo com o relatório da pesquisa “O Mundo em 2030”, publicada nesta quarta-feira (31), pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Mais de 15 mil pessoas ao redor do mundo contribuíram para a pesquisa, que foi realizada online entre maio e setembro de 2020 e disponibilizada em 25 línguas.

Os entrevistados eram principalmente jovens, 57% com menos de 35 anos e 35% com menos de 25 anos. Os resultados também foram analisados de acordo com a região, gênero, idade e outras linhas demográficas.

“São necessários maiores esforços para abordar preocupações específicas das pessoas e o multilateralismo é a maneira de fazer isso. Restaurar a confiança no multilateralismo requer a implementação de projetos concretos e impactantes, e isso está no coração do papel da nossa organização”, disse a diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay.

A pesquisa “O mundo em 2030” (em inglês) convidou pessoas ao redor do mundo a compartilhar suas preocupações específicas sobre 11 desafios e soluções para superá-los.

Educação é a solução 

A maioria dos participantes, 67%, selecionou a mudança climática e a perda de biodiversidade como sua maior preocupação, principalmente devido a questões como o aumento de desastres naturais e condições climáticas extremas.

Para os entrevistados, o investimento em soluções ‘verdes’, educação sobre sustentabilidade, promoção da cooperação internacional e construção de confiança na ciência são as melhores maneiras de abordar o problema.

Violência e conflito, discriminação e igualdade e falta de comida, água e moradia são outros grandes desafios, revelou a pesquisa.

Os participantes acreditaram que, no geral, mais educação era a solução crucial para cada um dos desafios. Eles também sentiram que era a área que mais precisava ser repensada, à luz da pandemia de COVID-19, seguida pela relação geral entre a humanidade e a natureza.

A pesquisa ainda mostrou que, embora 95% dos entrevistados exaltem a importância da cooperação global na superação de desafios comuns, apenas um em cada quatro sentia convicção de que o mundo seria capaz de resolver esses problemas.

A UNESCO disse que “colocados juntos, os resultados sugerem não uma falta de valorização da importância do multilateralismo, mas sim uma crise de confiança em sua eficácia”.

 

Da ONU NEWS, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 06/04/2021



 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Deixe uma resposta

Top