Stakeholders Internos Sustentáveis – Funcionários

 

artigo

Stakeholders Internos Sustentáveis – Funcionários, artigo de José Austerliano Rodrigues e Gabriel Pereira Rodrigues

[EcoDebate] Diante do processo de globalização e ao aumento da acessibilidade de informações, surge um novo modelo organizacional baseado na valorização do funcionário levando em consideração seus aspectos psicológicos e sociológicos: culturais, sociais e pessoais (MENEZES; RODRIGUES, 2017; RODRIGUES, 2020). Para Chiavenato (2010), as recompensas não financeiras tem grande contribuição para a motivação dos colaboradores que vai muito além de salários e benefícios.

Desta forma, os funcionários são muito influentes. Eles participam da reputação do empregador, quem quer dizer aos filhos que trabalham para uma empresa poluidora que não tem consciência social e ambiental? Funcionários bem informados podem recomendar maneira de tornar o local de trabalho mais sustentável, encontrar ideias para novos produtos ecologicamente sensíveis, formar pontes para os consumidores de suas marcas e melhorar a imagem da empresa (OTTMAN, 2012; RODRIGUES, 2020).

De acordo com a pesquisa de 2007 Society for Human Resource Management Green Workplace Survey descobriu que o moral do funcionário (44%) é um dos maiores benefícios na implantação de programas de responsabilidade ambiental. Em empresas que ainda não lançaram planos de sustentabilidade, três em cada quatro funcionários dizem querer que o empregador se preocupe mais com o assunto (SHRM, 2010; OTTMAN, 2012).

Contudo, consumidores fiéis dos produtos ou serviços de uma empresa, os funcionários podem ser um elo essencial para as boas relações e para a formação da confiança entre a organização e as comunidades nas quais vivem, também entre as marcas e os consumidores (OTTMAN, 2012; RODRIGUES, 2020).

Todavia, muitas empresas agora têm programas para funcionários e até para seus filhos, como é o caso do Dia da Terra, mas o meio ambiente precisa ser uma prioridade de todos os dias.

Programas ecológicos e sociais que criem consciência interna e comemorem sucessos devem ser constantes para provocar grande impacto e credibilidade (OTTMAN, 2012).

Desde 2006, a Alcoa têm declarado outubro como o Mês do Serviço, destacando a dedicação da empresa à sustentabilidade e o compromisso de seus funcionários ao serviço comunitário. Os funcionários da Alcoa em todo o mundo são incentivados a trabalhar como voluntários em grupos comunitários para plantar árvores, reabilitar parques e rios locais, além de reciclar e procurar soluções para a mudança climática. Em 2007, os funcionários da Alcoa fizeram 634 mil horas trabalho voluntário ajudando 187 escolas, entregando 2.300 refeições, construindo casas Habitat for Humanity, plantando 12 mil árvores, e economizando 1.700 toneladas de CO2 (ALCOA, 2010; OTTMAN, 2012).

Autores:
1. José Austerliano Rodrigues. Especialista Sênior em Sustentabilidade de Marketing e Doutor em Marketing Sustentável pela UFRJ, com ênfase em Sustentabilidade e Marketing, com interesse em pesquisa em Marketing Sustentável, Sustentabilidade de Marketing, Responsabilidade Social e Comportamento do Consumidor. E-mail: austerlianorodrigues@bol.com.br.

2. Gabriel Pereira Rodrigues. Aluno do Curso de Direito. E-mail: gp3147125@gmail.com.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 19/01/2021

 

A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

Nota: Para receber atualizações pelo grupo de notícias do EcoDebate no WhatsApp, adicione o telefone 21 98682-4779 e, em seguida, envie uma mensagem com o texto ADICIONAR.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top