Janeiro Branco e a importância da saúde mental e emocional na vida das pessoas

 
saúde

Janeiro Branco e a importância da saúde mental e emocional na vida das pessoas

Por Deborah Ribeiro

Janeiro é o mês do ano em que a vida geralmente ganha contornos para os próximos meses que virão e época de fazer muitos planos, mas parte deles ainda rodeados de incertezas. O que será desse ano? Vou conseguir me formar? Conseguirei um novo emprego? Minhas finanças serão controladas? Preciso cuidar mais da minha saúde? Essas são perguntas que rondam a cabeça de várias pessoas não só no Brasil, mas em todo mundo.

E para além disso, as relações sociais, relações de existência, emoções e sentidos também começam a atormentar a cabeça das pessoas, o que em muitos casos, se não for controlado, pode causar a ansiedade, mal que afeta mais da metade dos brasileiros.

A campanha Janeiro Branco tem o objetivo de chamar a humanidade para as questões e necessidades relacionadas à Saúde Mental e Emocional das pessoas e das instituições humanas, já que uma humanidade mais saudável pressupõe a cultura da Saúde Mental no mundo.

Passando por todos os ambientes da nossa sociedade, tanto os domésticos e privados até os públicos e institucionais, a campanha nos faz inspirar e pensar em como podemos cuidar da nossa Saúde Mental e na das pessoas com as quais nos relacionamos, e o que estamos fazendo atualmente para cuidar dessas questões.

“Hoje em dia, o estresse parece que virou rotina na vida das pessoas, e isso é perigoso, pois perdem muitos momentos bons da vida e também sofrem por poucas coisas, não focando no que realmente importa. Isso precisa ser mudado e com a Campanha Janeiro Branco, as pessoas podem se conscientizar que isso é uma tema sério que precisa ser repensado e em alguns casos, tratado”, afirma o psiquiatra Dr Bruno Brandão.

Para a psicóloga Sônia Eustáquia, é ideal que sejamos agentes da Saúde Mental em nossa vida e que ajudamos outras pessoas. “Somos seres políticos e sociais, cobrar das autoridades públicas mais projetos e iniciativas em benefício de um mundo com mais saúde mental na vida é uma ótima ideia”.

Portanto, a cada Janeiro Branco, é necessário difundir a ideia de que o mundo precisa de um pacto pela Saúde Mental, pois quem cuida da mente, cuida da vida, e nesses tempos tão difíceis, todo cuidado conta!

Fonte: Sônia Eustáquia é graduada em Psicologia, Psicanalista, pós-graduada em Neuropsicologia, Sexualidade Humana e Docência do Ensino Superior.

Fonte: Bruno Brandão, médico na área de psiquiatria. Possui título de especialista em psiquiatria pela Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 11/01/2021


A manutenção da revista eletrônica EcoDebate é possível graças ao apoio técnico e hospedagem da Porto Fácil.

Nota: Para receber atualizações pelo grupo de notícias do EcoDebate no WhatsApp, adicione o telefone 21 98682-4779 e, em seguida, envie uma mensagem com o texto ADICIONAR.


[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top