Mudanças climáticas estão afetando a disponibilidade de água e estão exacerbando os danos causados pelas inundações e secas em todo o mundo

 

A ação da água relacionada ao clima é uma chave para nos trazer de volta aos trilhos para alcançar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6 , garantir o acesso à água e ao saneamento para todos e manter um ambiente saudável.

A OMM realizou um briefing diplomático virtual em 2 de julho sobre os planos para uma Coalizão sobre Água e Clima, com o objetivo de criar impulso na ação sobre a água e o clima através da implementação de atividades concretas nos níveis nacional, regional e global. Pretende-se que a coalizão reúna parceiros e membros da ONU, governos doadores, setor privado, organizações não-governamentais e instituições financeiras.

“Os impactos das mudanças climáticas são sentidos através da água: através de inundações, secas, inundações costeiras, derretimento de geleiras e incêndios florestais”, disse o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas. “É necessário investir mais em redução de riscos de desastres, adaptação ao clima e resiliência”, disse ele.perigos da água

“O estresse hídrico é um problema global”, disse ele. Ela tem impactos negativos nas economias, na saúde e no bem-estar e representa uma ameaça para o PIB futuro em grandes partes do mundo. A insegurança alimentar e a fome estão novamente em ascensão. O crescimento da população e as mudanças climáticas unirão forças para aumentar o número de pessoas que enfrentam a escassez de água, especialmente em partes do Oriente Médio, África e Ásia.

A OMM está comprometida em fortalecer os sistemas de monitoramento de enchentes e secas e em melhorar o intercâmbio de dados e informações hidrológicas, fundamentais para a tomada de decisões, disse ele a diplomatas.

O briefing foi organizado com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, UNESCO e Água da ONU, bem como com as missões permanentes da Finlândia, Alemanha e Tajiquistão nas Nações Unidas. Chegou uma semana antes do lançamento, em 9 de julho, do Quadro de Aceleração Global para os ODS 6 da ONU .

“O mundo não está no caminho para alcançar a meta de desenvolvimento sustentável da água até 2030”, disse Gilbert F. Houngbo, presidente da ONU-Água e presidente do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola. Ele disse que a pandemia do COVID-19 havia destacado quantos milhões de pessoas não tinham acesso à água para lavar as mãos.

“A seca parece ser um co-viajante com fragilidade”, disse o diretor executivo do PNUMA, Inger Anderson. Com a crescente escassez de água, projeta-se que no futuro uma em cada quatro crianças com menos de 18 anos – ou 600 milhões – esteja vivendo em áreas de extremo estresse hídrico.

A água é uma parte central de todas as metas de desenvolvimento sustentável, não apenas o ODS 6, disse Shamila Nair-Bedouelle, diretora geral assistente de ciências naturais da UNESCO. A aceleração do ODS6 traria, portanto, múltiplos benefícios para todos os setores da sociedade.

Detalhes das atividades da OMM sobre a água estão disponíveis aqui

Da OMM in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 06/07/2020

 

Para pesquisar mais sobre este tema ou outros, use a ferramenta de pesquisa

 

 

CONTEÚDO SUGERIDO / PUBLICIDADE



 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top