Covid-19 – Retorno das atividades neste momento deflagrará a diminuição da taxa de isolamento social

 

shopping
Foto: Marcello Casal, EBC/ABr

Por Fatima Capucci e Bruna Alves

A decisão do prefeito de São Paulo, Bruna Covas, em flexibilizar a quarentena em São Paulo traz reflexões de autoridades sanitárias, como Sérgio Zanetta, médico sanitarista e professor de Saúde Pública do Centro Universitário São Camilo-SP.

Para ele, “depois do isolamento social, a cidade conseguiu conter a aceleração da transmissão da doença e iniciar o tão esperado achatamento da curva de casos, evitando o possível desastre representado pelo colapso da rede de atendimento, sobretudo hospitais e suas UTIs, mas essa vitória parcial sobre a progressão da COVID-19 corre o risco de ser desperdiçada no retorno das atividades comerciais sem que as três condições estabelecidas para isso estivessem cumpridas:

– redução sustentada de novos casos por 14 dias ou mais;

– ocupação de menos do que 60% dos leitos de UTI disponíveis na cidade;

– isolamento social consistente por período de 14 a 21 dias, igual ou superior a 55%.

O professor alerta que o retorno das atividades comerciais e da circulação intensa de pessoas, com utilização de transporte público, propiciarão o aumento da transmissão da doença, sobretudo pelas pessoas com sintomas leves, que são a maioria dos casos”

Zanetta lembra, ainda, que os shoppings possuem estruturas difíceis de compatibilizar seus sistemas de ventilação com o controle de propagação do vírus.

A retomada de atividades com circulação de pessoas tem que obedecer a critérios objetivos e baseados na Ciência, para que não represente um recrudescimento da COVID-19, o que poderá exigir medidas mais drásticas de isolamento para ser contida, como aprenderam a Itália e os EUA.

Todos os países que adotaram estratégias baseadas nos três requisitos: isolamento social intensivo, redução de casos sustentada por no mínimo 14 dias e disponibilidade de recursos assistenciais para atender aqueles que vão adoecer, a exemplo de Portugal, puderam retomar as atividades com prudência e segurança e manter essa condição.

Para o professor do Centro Universitário São Camilo – SP “não é sensata a medida a ser implantada de rompimento do isolamento social. Isso pode custar caro do ponto de vista econômico e político e poderá levar a perdas irreversíveis de vidas”.

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 12/06/2020

[cite]

Para pesquisar mais sobre este tema ou outros, use a ferramenta de pesquisa

 

 

CONTEÚDO SUGERIDO / PUBLICIDADE



 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top