Sem políticas públicas, Brasil mostra descaso em questões ambientais

 

podcast

 

Esgotamento de recursos e falta de políticas públicas para contenção indicam perda de interesse do governo em questões ambientais

Por Carolina Fioratti, Rádio USP

Vivemos em uma época em que os recursos naturais estão cada vez mais escassos. Apesar de parecer ilimitado, o uso indevido do petróleo, carvão e água, por exemplo, coloca o ser humano em risco de não poder contar com tais recursos no futuro.

Wagner Costa Ribeiro, professor do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, comenta sobre o cenário atual e reforça a peculiaridade da água, que muitas vezes não está disponível junto ao consumidor apesar de sua grande quantidade.

O pesquisador explica que o Brasil não está pensando em políticas públicas para conter o problema. O governo mostra um descaso com a questão, já que está havendo um desmonte de toda a legislação e fiscalização ambiental. O Brasil tem mais de 46 mil m³ por habitante/ano de água distribuídos de forma inadequada.

O professor fala que, para reverter o cenário, deve-se rediscutir o uso de recursos naturais do Brasil e ampliar fundamentalmente a participação da sociedade no caso. O País já teve diversos conselhos para discutir a questão ambiental, porém, esses estão se esvaziando na atual gestão, o que mostra falta de interesse do governo em ouvir sobre o tema, mostrando um caráter autoritário.

Ouça na íntegra no áudio abaixo:

 

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 08/01/2020

[cite]

 

PUBLICIDADE / CONTEÚDO RELACIONADO



 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top