Biosofia, artigo de Roberto Naime

 

artigo

 

[EcoDebate] Uma compreensão profunda das leis da vida, adquirida através de uma abordagem qualitativa e global da Natureza é a base da agricultura biodinâmica. Ocorre abertura de novas vias para que o Homem se reconcilie com a Natureza.

Cristina Nogueira Baptista assevera que a agricultura biodinâmica foi fundada na Alemanha, em 1924, por Rudolf Steiner. Em resposta a um grupo de agricultores, que lhe solicitaram orientações para resolver os problemas de degradação ambiental decorrentes das práticas agrícolas, Steiner criou então o “curso aos agricultores”. As conferências que o integraram estão reunidas num livro que constitui os fundamentos da biodinâmica.

A abordagem proposta por Steiner baseia-se numa compreensão profunda das leis que regem o que é vivo, tendo por pano de fundo “a fecundação das forças terrestres pelas forças cósmicas”. Pode não ser crível a todas as pessoas, mas merece respeito e tolerância de toda maneira.

Esta ciência agrícola não é um simples método ou um conjunto de receitas, é antes um caminho, uma arte de cuidar da terra, onde cada agricultor ou jardineiro precisa de desenvolver uma percepção e sensibilidade abrangentes. Através delas, pode adaptar a prática agrícola às condições concretas de cada região e entender o que se passa no seu jardim.

Pela concepção biodinâmica, a natureza está de tal modo degradada pelo ser humano, que já não é capaz de se regenerar de forma autônoma. Ou seja, perdeu sua capacidade de resiliência ambiental.

Hoje, é necessário que o mesmo ser humano exerça uma ação terapêutica para incrementar a vitalidade e a saúde do solo, das plantas e dos animais. Esta ação, segundo Steiner, é essencial para se produzir alimentos saudáveis e melhorar a qualidade do ambiente.

Na perspectiva biodinâmica, o Homem tem uma missão a cumprir na terra, trazer a ordem do Universo para a matéria. Para isso, deve procurar entender a dinâmica da vida e equilibrar as duas categorias de forças que atuam nos seres vivos. Assim, o agricultor biodinâmico coopera com as diferentes formas de vida, criando relações com a Natureza, e promove a canalização e concentração de energias para transformar a matéria.

As hortas biodinâmicas funcionam como antenas que captam a energia cósmica e impregnam a matéria com essa informação. Como resultado, o agro-sistema é vivificado e são produzidos alimentos que, pelas suas qualidades, ajudam o homem a sintonizar-se com a sua natureza espiritual.

Na prática, a agricultura biodinâmica partilha alguns aspectos com a agricultura biológica. As unidades produtivas têm uma elevada diversidade biológica, o que minimiza o desenvolvimento de pragas e doenças. A resistência dos ecossistemas é a soma das resistências dos elementos que o compõe.

São usadas a rotação e a consorciamento de culturas, bem como a fertilização orgânica. É rejeitado o uso de agroquímicos. No entanto, a biodinâmica toma em consideração outros aspectos para além dos meramente materiais.

O que a distingue são elementos fundamentais como o uso de preparados biodinâmicos para tratar o solo e as plantas, o composto usado como fertilizante e a utilização de um calendário astrológico na escolha dos momentos para realizar as atividades agrícolas.

As constelações zodiacais simbolizam as forças formadoras que atuam na Terra. São ainda considerados os movimentos ascendentes e descendentes do Sol e da Lua, pois a este fenômeno está ligada a atividade dos elementos.

Ao contrário da agricultura convencional, o método biodinâmico não tem por objetivo a maximização das produções no curto prazo. No centro do seu interesse está a vida. Toda a prática converge no sentido da busca da saúde, da beleza, da harmonia e da perenidade.

Assim, as hortas biodinâmicas são concebidas como um organismo vivo, onde as suas componentes mineral, vegetal e animal estão em equilíbrio.

Enquanto que na agricultura biológica pode haver uma unidade que apenas produz vegetais, numa horta biodinâmica há sempre uma grande diversidade de animais, em relação de equilíbrio com as produções vegetais.

Essa diversidade também é procurada relativamente às plantas, sendo incluídas muitas espécies que não se destinam à produção agrícola. É respeitada também a afinidade e a simpatia e antipatia que existe entre plantas vizinhas, para que se desenvolvam melhor.

O solo de uma horta biodinâmica é considerado um órgão vivo do sistema e não um mero suporte para as culturas. A própria fertilização, mais do que alimentar quantitativamente as plantas, visa manter e estimular a vitalidade do solo. É por isso que é dada uma tão grande importância ao processo de compostagem, com vista a integrar os minerais em formas vivas e utilizáveis pelas plantas.

Em analogia com as medicinas alternativas, a biodinâmica considera que os parasitas surgem em plantas doentes. As plantas atraem as moléstias para corrigir o dano que existe na sua força vital. Por isso, a atenção do agricultor centra-se nas causas desse dano.

Os desequilíbrios ao nível da força vital das plantas são corrigidos com a aplicação de preparados biodinâmicos, feitos a partir de plantas, minerais e estrume de vaca, e administrados como se fossem medicamentos.

As preparações biodinâmicas chamam as forças necessárias às plantas e ao solo, quando aplicadas no momento cósmico favorável. Não atuam como adubos químicos, que restituem uma substância em falta, nem combatem os sintomas; agem estimulando o organismo vivo no seu meio natural, levando-o a um estado ótimo de sanidade.

Apesar dos inequívocos benefícios ambientais decorrentes da prática da biodinâmica, é na qualidade dos alimentos que reside a maior distinção.

 

Dr. Roberto Naime, Colunista do Portal EcoDebate, é Doutor em Geologia Ambiental. Aposentado do corpo Docente do Mestrado e Doutorado em Qualidade Ambiental da Universidade Feevale.

Sugestão de leitura: Civilização Instantânea ou Felicidade Efervescente numa Gôndola ou na Tela de um Tablet [EBook Kindle], por Roberto Naime, na Amazon.

 

Referência:

http://biosofia.net/2001/01/17/agricultura-biodinamica-a-arte-de-cuidar-da-terra/

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 03/10/2019

Biosofia, artigo de Roberto Naime, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 3/10/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/10/03/biosofia-artigo-de-roberto-naime/.

 

PUBLICIDADE / CONTEÚDO RELACIONADO



 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top
Betway Casino Roulette Image Banners
Betway Casino Roulette Image Banners