Estradas Solares: 3 exemplos que mostram o futuro da tecnologia

Projetos foram instalados em rodovia, ciclovia e via expressa, todas alimentados pela energia limpa do sol.

Por: Ruy Fontes – agência #movidos

A mesma tecnologia fotovoltaica que hoje gera energia em milhares de telhados de casas e empresas do Brasil, já é utilizada para criar estradas autossustentáveis ao redor do mundo.

O princípio também é o mesmo: aproveitar espaços com disponibilidade de luz solar para a geração de energia limpa e gratuita, dispensando o uso da rede elétrica e poupando áreas que poderiam ser utilizadas para outros fins.

Porém, ao contrário das instalações residenciais e comerciais, bem consolidadas no mundo e que crescem forte no Brasil graças as linhas de financiamento de energia solar, esses projetos ainda são experimentais, mas permitem vislumbrar um futuro mais sustentável.

As possibilidades são inúmeras, com a energia sendo usada para alimentar tanto semáforos e postes, como até mesmo os próprios veículos elétricos através de carregamento wireless.

Mas até lá existe um grande caminho a percorrer e muitos desafios a superar, juntamente com a questão da segurança, uma vez que a superfície lisa das placas precisa ser adaptada para lidar com o peso de veículos e condições climáticas como chuva e neve.

Conheça abaixo 3 projetos-piloto de estradas solares já utilizados no mundo:

#1 Rodovia Solar Na França

Em 2016, o governo francês utilizou parte da arrecadação de impostos sobre combustíveis fósseis para inaugurar 1 km de estrada solar próximo à comunidade de Tourouvre-au-Perche.

São cerca de 2.800 m² de placas fotovoltaicas que geram energia suficiente para alimentar uma cidade com 5 mil habitantes. O custo total do projeto foi de 5 milhões de euros.

Com o sucesso obtido pelo projeto inicial, os idealizadores agora planejam expandir a estrada solar para mil quilômetros, produzindo o suficiente para alimentar 5 milhões de habitantes.

estrada solar

Estrada solar, na França. © Brice Robert, in TreeHugger

#2 Ciclovia Solar Na Polônia

Desenvolvida por uma empresa europeia especializada em inovações tecnológicas, a ciclovia foi instalada no norte do país, próximo ao município de Lidzbark Warminsk.

O projeto foi inspirado na Ciclovia Van Gogh, localizada na Holanda, que desde 2015 garante que o céu não seja o único a brilhar com estrelas. A novidade da ciclovia polonesa é o fato dela ser completamente sustentável.

Constituída por um asfalto especial, que contém partículas sintéticas conhecidas como luminóforos, a ciclovia se abastece de energia solar durante o dia, para, durante a noite, refletir um brilho azul metálico, produzindo seu efeito mágico na cidade.

Com ainda apenas poucos metros de comprimento, a expectativa é de que o projeto continue a se expandir, aumentando a segurança dos pedestres e ciclistas por todo o país, e, com sorte, iluminando cada vez mais cidades com sua energia limpa.

#3 Via Expressa Na China

Em 2018, a China concluiu as obras em um trecho de 1 km de uma via expressa na cidade de Jinan.

A estrada “inteligente” faz parte das ações da China para se transformar em uma potência industrial moderna, avançada e sustentável.

A China já tinha construído outro trecho de estrada solar em 2017, porém, logo após a finalização da obra criminosos roubaram uma faixa de 2 metros de comprimento da estrada, no que se suspeita tenha sido com intuito espionar sua tecnologia.

Esse recente interesse entre diferentes nações na geração solar e seu potencial para abastecer os carros do futuro está cada vez mais evidente em diversos países.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 16/08/2019

Estradas Solares: 3 exemplos que mostram o futuro da tecnologia, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 16/08/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/08/16/estradas-solares-3-exemplos-que-mostram-o-futuro-da-tecnologia/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top