Ibama apreende 14 mil dormentes de madeira nativa da Amazônia em pátio da Estrada de Ferro Carajás, no MA

 

IBAMA

Pátio com 14.233 dormentes de madeira nativa em depósito
Pátio com 14.233 dormentes de madeira nativa em depósito. Foto: IBAMA

Inspeção realizada pelo Ibama em pátio da Estrada de Ferro Carajás, em Açailândia (MA), resultou na apreensão de 14.233 dormentes de madeira nativa, descritos em notas fiscais como peças de eucalipto, que seriam usados para a fixação dos trilhos em obras de manutenção da via. Os agentes ambientais aplicaram auto de infração no valor de R$ 4,3 milhões contra a empresa responsável por manter em depósito a madeira nativa sem licença válida. O recebimento de novos dormentes foi embargado até que o estabelecimento esteja regularizado no sistema do Documento de Origem Florestal (DOF).

Durante vistoria realizada no pátio da empresa em 20/04, analistas do Ibama suspeitaram que as travessas de madeira estocadas no local não estivessem em conformidade com as informações das notas fiscais. Trinta e oito amostras identificadas e lacradas na presença de representantes do estabelecimento foram encaminhadas para identificação anatômica pelo Laboratório de Produtos Florestais (LPF) do Serviço Florestal Brasileiro (SFB).

O lote de madeira, negociado como eucalipto, continha espécies nativas da Amazônia, como “Roxinho” (Peltogynes sp), “Jatobá” (Hymenaea sp) e “Cedrinho” (Erisma sp).

“Essa investigação expôs mais um método de esquentamento de madeira nativa com notas fiscais fraudulentas. Os produtos adquiridos são identificados como espécie exótica (eucalipto) e assim ficam dispensados de usar o sistema DOF. Empreendimentos semelhantes em outros estados serão inspecionados”, disse o coordenador-geral de Fiscalização do Ibama, Renê Oliveira.

O Ibama investiga os fornecedores e o local de extração da madeira nativa identificada durante as ações de fiscalização. Os resultados serão encaminhados ao Ministério Público do Estado para a apuração de responsabilidade na área criminal.

 

Do IBAMA, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 08/05/2018

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

2 comentários em “Ibama apreende 14 mil dormentes de madeira nativa da Amazônia em pátio da Estrada de Ferro Carajás, no MA

  1. Procedimento comum, muitas vezes com a conivências dos diversos órgãos de fiscalização, se a corregedoria desses órgãos quiser mesmo pegar, pode fazer concurso, pois os órgãos públicos vão ficar as moscas, sempre foi alto no nível de corrupção nessas instituições, mas depois da era PT então explodiu…

  2. Verdade, espero até hoje novos concursos para o IBAMA e ICMBio e nada… Querem sucatear as instituições ao passo que não recebem sangue e oxigênios novos.

Comentários encerrados.

Top