Bioeconomia do Bem Estar e Vitalidade Celular, artigo de Roberto Naime

 

artigo

 

[EcoDebate] Este é um instigante movimento alternativo, criado pelo belga Olivier Casimir, que trabalhou 20 anos como enfermeiro nos Estados Unidos. Tornou-se especialista em trauma, neurotrauma e em doenças neurológicas. Trabalhou também em quase todos os serviços considerados de cuidados intensivos, incluindo pós-anestesia, radiologia intervencional, transplante de órgãos e cuidados intensivos médicos e cardíacos.

Começou a se interessar na dieta, na medicina e na filosofia japonesa desde muito jovem e prática o Chi Kung e o Tai-Chi. Absorveu culturas de linhagens indígenas nos Estados Unidos e tem vivido, aprendido, trabalhado e compartilhado vivências com povos autóctones nas Américas e no Sudoeste asiático.

Seu entendimento da saúde e da vida mudou quando, apesar de ter uma vida “saudável” tanto segundo as recomendações da medicina convencional como da medicina oriental, começou a ter problemas de saúde graves e que viraram piores na medida que ele seguia o que recomendavam seus colegas médicos e o que ele mesmo tinha a sua carreira toda recomendando a seus pacientes.

Toda esta experiência de vida e esta circunstância específica e pessoal, trouxeram reflexões que evoluíram em constatações sobre a vida. Achou maravilhas simples, potentes, práticas, vitalizantes e enriquecedoras. O desenho da vida realmente brinda maravilhas reais pra se realizar em vida!

Tem anos oferecendo cursos, encontros e aprendizados pelo mundo inteiro. Por diferentes que estas atividades possam parecer, formam uma parte clássica do aprendizado no qual entrou com pessoas de origem indígena em sua complexa experiência d vida.

O aprendizado não ocorre apenas em função de deslocamentos geográficos e culturais. Implica se desenvolver e se realizar com contatos amplos e em desenvolver habilidades, capacidades e compreensões variadas. É necessário viver culturas e capacidades amplamente pra começar a apreciar as dinâmicas e culturais e naturais e integrar o ser humano nestes cenários. Faz parte até descobrir em que medida se acha a coragem para descobrir a nossa natureza viva e para cuidar da mesma com consciência.

Com tudo este vivido, Olivier se considera agora capaz de conduzir viagens da existência em busca de significados, vitalidade com simplicidade, e as maravilhas da vida. Temos tudo pra vivenciar esta viagem, de iniciação e do convite que é a vida. Sabedoria é cuidar da vida. Não apenas da ideia da vida, mas da realidade da vida.

Formas, funções, proporções, relações são todas vivas, todas pulsáteis, todas adaptativas. Com vontade e simplicidade, para descobrir a nossa bem-vinda neste mundo e as chaves de nossa vitalidade. E dependem da harmonia ambiental que se busca.

Se descobrem aspectos surpreendentes do que se denomina “Bio-Eco-Nomia do Bem-Estar” e da profunda sabedoria de nosso desenho biológico, na lógica da vida. Os seres humanos necessitam estar integrados em ecossistemas equilibrados para determinar homeostases de vida que sejam plenas.

Todos os indivíduos são expressões de uma Bio-Eco-Nomia, considerada literalmente uma ação de princípios proporcionais e relacionais (nomía) que fazem que a vitalidade (bios) tenha morada (eco, do grego “oikos”, que significa em nós) desenhado para o bem-estar e a vitalidade geral. É preciso viver e sentir que cada célula do organismo possa se expressar plenamente no contexto ambiental em que se está inserido.

Ou seja, ainda que não se goste ou não se concorde com este tipo de reflexão e se considere desconectada da realidade, onde uma pílula alopática pode milagrosamente resolver tudo nos episódios de vida, isto não é verdade.

As facilidades e confortos de vida fazem acreditar que com um simples remédio ou uma prosaica pílula, ou com meras inovações tecnológicas utilizadas como apanágios fragmentados e desconectados da realidade, tudo vai se resolver.

Primeiro o que é “tudo”? A felicidade, ou a satisfação. Ou ainda o equilíbrio e a harmonia. Todas estas concepções se constroem arduamente no cotidiano e não podem ser substituídas por invenções ou avanços e inovações tecnológicas, que sirvam como arranjos mais úteis a solucionar crises de consciência do que problemas reais.

É o caso das geoengenharias, que fragmentárias e desconectadas, podem resolver traumas de consciência e jamais interagir holisticamente com cenários da realidade.

Se alcançar estados de plena harmonia e satisfatório equilíbrio ambiental que potencialize o estado de bem-estar e vitalidade orgânica é uma missão de todos os indivíduos, durante todo seu episódio vivencial.

Não existem fadas mágicas ou pílulas milagrosas que substituam a lenta e inexorável construção de um meio ambiente mais saudável e em plena harmonia, que possa mobilizar toda sua sinergia em benefício de todos os seres vivos e componentes abióticos dos sistemas.

Referência:
http://riquezavital.org/pt/bioeconomia-do-bem-estar/

 

Dr. Roberto Naime, Colunista do Portal EcoDebate, é Doutor em Geologia Ambiental. Integrante do corpo Docente do Mestrado e Doutorado em Qualidade Ambiental da Universidade Feevale.

Sugestão de leitura: Civilização Instantânea ou Felicidade Efervescente numa Gôndola ou na Tela de um Tablet [EBook Kindle], por Roberto Naime, na Amazon.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 07/12/2017

"Bioeconomia do Bem Estar e Vitalidade Celular, artigo de Roberto Naime," in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 7/12/2017, https://www.ecodebate.com.br/2017/12/07/bioeconomia-do-bem-estar-e-vitalidade-celular-artigo-de-roberto-naime/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Deixe uma resposta

Top