Relatório indica que a poluição é responsável por 16% das mortes em todo o mundo

 

poluição

 

[EcoDebate]

O professor de Ciências da Saúde da Universidade Simon Fraser, Bruce Lanphear, é Comissário e autor da The Lancet, Comissão de Poluição e Saúde, divulgou relatório detalhando os efeitos adversos da poluição na saúde global.

“Esta é a primeira análise global dos impactos da poluição – ar, água, solo, ocupacional – juntos, além de explorar os custos econômicos e a injustiça social da poluição”, diz Lanphear. “A poluição, que está na raiz de muitas doenças e distúrbios que afligem a humanidade, é totalmente evitável”.

O relatório apresenta soluções e recomenda como o problema pode ser resolvido. Inclui exemplos e estudos de casos de sucesso no controle da poluição. Os resultados da Comissão incluem:

A poluição causa 16% de todas as mortes em todo o mundo.

As doenças causadas pela poluição foram responsáveis em 2015 por um número estimado de 9 milhões de mortes prematuras – 16% de todas as mortes em todo o mundo – três vezes mais mortes do que a AIDS, a tuberculose e a malária combinadas; e quinze vezes mais do que todas as guerras e outras formas de violência. Isso mata mais pessoas que o tabagismo, a fome e os desastres naturais. Em alguns países, é responsável por uma das mortes em quatro.

A poluição mata desproporcionalmente os pobres e os vulneráveis. Quase 92% das mortes relacionadas à poluição ocorrem em países de baixa e média renda. Nos países de alta renda, o número de vítimas da poluição é maior nas comunidades pobres e marginalizadas. As crianças enfrentam os maiores riscos, porque pequenas exposições a substâncias químicas no útero e na primeira infância podem resultar em doença e incapacidade vitalícia, morte prematura, bem como a redução da aprendizagem e do potencial de ganho.

A poluição está intimamente ligada à mudança climática e à biodiversidade. A combustão de combustíveis fósseis em países de maior renda e a queima de biomassa em países de baixa renda representam 85% da poluição por partículas no ar. Os principais emissores de dióxido de carbono são as usinas de energia a carvão, os produtores de produtos químicos, as operações de mineração e os veículos. Acelerar a mudança para fontes de energia mais limpas reduzirá a poluição do ar e melhorará a saúde humana e planetária.

The Lancet Commission on pollution and health

Executive Summary

For decades, pollution and its harmful effects on people’s health, the environment, and the planet have been neglected both by Governments and the international development agenda. Yet, pollution is the largest environmental cause of disease and death in the world today, responsible for an estimated 9 million premature deaths.

The Lancet Commission on pollution and health addresses the full health and economic costs of air, water, and soil pollution. Through analyses of existing and emerging data, the Commission reveals pollution’s severe and underreported contribution to the Global Burden of Disease. It uncovers the economic costs of pollution to low-income and middle-income countries. The Commission will inform key decision makers around the world about the burden that pollution places on health and economic development, and about available cost-effective pollution control solutions and strategies.

Commission

  • The Lancet Commission on pollution and health

    Philip J Landrigan, Richard Fuller, Nereus J R Acosta, Olusoji Adeyi, Robert Arnold, Niladri (Nil) Basu, Abdoulaye Bibi Baldé, Roberto Bertollini, Stephan Bose-O’Reilly, Jo Ivey Boufford, Patrick N Breysse, Thomas Chiles, Chulabhorn Mahidol, Awa M Coll-Seck, Maureen L Cropper, Julius Fobil, Valentin Fuster, Michael Greenstone, Andy Haines, David Hanrahan, David Hunter, Mukesh Khare, Alan Krupnick, Bruce Lanphear, Bindu Lohani, Keith Martin, Karen V Mathiasen, Maureen A McTeer, Christopher J L Murray, Johanita D Ndahimananjara, Frederica Perera, Janez Potočnik, Alexander S Preker, Jairam Ramesh, Johan Rockström, Carlos Salinas, Leona D Samson, Karti Sandilya, Peter D Sly, Kirk R Smith, Achim Steiner, Richard B Stewart, William A Suk, Onno C P van Schayck, Gautam N Yadama, Kandeh Yumkella, Ma Zhong
    The Lancet

Comments

  • Pollution, health, and the planet: time for decisive action

    Pamela Das, Richard Horton
    The Lancet
  • Towards a healthier and safer environment

    Maria Neira, Michaela Pfeiffer, Diarmid Campbell-Lendrum, Annette Prüss-Ustün
    The Lancet
  • Implications for the science of air pollution and health

    H Ross Anderson
    The Lancet Respiratory Medicine
  • In control of ambient and household air pollution — how low should we go?

    Stephen Gordon, Kevin Mortimer, Jonathan Grigg, John Balmes
    The Lancet Respiratory Medicine

Profile

  • Mathuros Ruchirawat: leading light in pollution control

    Rachael Davies
    The Lancet

Related content

  • The Lancet Commissions

    Health and climate change: policy responses to protect public health

    Nick Watts, W Neil Adger, Paolo Agnolucci, Jason Blackstock, Peter Byass, Wenjia Cai, Sarah Chaytor, Tim Colbourn, Mat Collins, Adam Cooper, Peter M Cox, Joanna Depledge, Paul Drummond, Paul Ekins, Victor Galaz, Delia Grace, Hilary Graham, Michael Grubb, Andy Haines, Ian Hamilton, Alasdair Hunter, Xujia Jiang, Moxuan Li, Ilan Kelman, Lu Liang, Melissa Lott, Robert Lowe, Yong Luo, Georgina Mace, Mark Maslin, Maria Nilsson, Tadj Oreszczyn, Steve Pye, Tara Quinn, My Svensdotter, Sergey Venevsky, Koko Warner, Bing Xu, Jun Yang, Yongyuan Yin, Chaoqing Yu, Qiang Zhang, Peng Gong, Hugh Montgomery, Anthony Costello
    The Lancet, Vol. 386, No. 10006
  • Articles

    Levels of ambient air pollution according to mode of transport: a systematic review

    Magda Cepeda, Josje Schoufour, Rosanne Freak-Poli, Chantal M Koolhaas, Klodian Dhana, Wichor M Bramer, Oscar H Franco
    The Lancet Public Health, Vol. 2, No. 1

    Open Access

  • Comment

    Air pollution and health

    Philip J Landrigan
    The Lancet Public Health, Vol. 2, No. 1

    Open Access

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 23/10/2017

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top