Zygmunt Bauman: Decifrando a ‘Era Líquida’, artigo de Montserrat Martins

 

“A cerca separa o “gueto voluntário” dos arrogantes dos muitos condenados a nada ter.” Zygmunt Bauman em “Confiança e medo na cidade”. In humorpolitico.com.br
“A cerca separa o “gueto voluntário” dos arrogantes dos muitos condenados a nada ter.” Zygmunt Bauman em “Confiança e medo na cidade”. In humorpolitico.com.br

 

[EcoDebate] Zygmunt Bauman em seus aos 91 anos de vida foi um observador sensível e corajoso, tanto que quando conheceu Janine, numa sala de palestras da Universidade, entendeu que era a mulher de sua vida e em 9 dias a pediu em casamento – uma parceria que deu certo na vida e no trabalho, vindo os dois a ser bons escritores.

O legado de Bauman é originalíssimo, ele decifrou a “Era Líquida” de relações descartáveis que estamos vivendo, relações efêmeras decorrentes das mudanças tecnológicas, como o advento dar redes sociais.

Líquida é “a incapacidade de reter sua forma por muito tempo e sua propensão a mudar de forma sob a influência de mínimas, fracas e ligeiras pressões é apenas o traço mais óbvio e, em minha opinião, também a característica mais consequente de nossa atual condição sociocultural”. Na Era da Informação, há um número infinito de concorrentes porque “você é comparado com pessoas de todo o mundo” e por isso mesmo “os encontros humanos tendem a ser substituídos por um interfaceamento de superfícies, de ‘quadros de apresentação’ destinados à exibição pública”.

Devemos a Zygmunt a solução do problema da esfinge, “decifra-me ou devoro-te”, pois ele captou a essência do nosso tempo. Antes dele compreender o século XXI, as teorias que explicavam o século XX nos remetiam a Freud ou a Marx, cujos seguidores mais ortodoxos tentavam “enquadrar” a realidade em suas fórmulas explicativas. Bauman, ao contrário, não tentou enquadrar a vida numa teoria mas sim compreender o significado e construir a explicação para o que que estamos claramente vivenciando. Não é uma teoria para enquadrar a vida, é a própria vida que nos parecia sem sentido que ele ajuda a entender melhor.

A “Modernidade Líquida” é também uma Era de “despersonalização”: “As pessoas tendem a se orientar por aquilo que os outros ao seu redor fazem, em uma livraria, por exemplo, elas selecionariam um livro que estivesse atualmente na lista dos mais vendidos, e ao considerar ir ao cinema, a maioria optaria por um filme que a maioria já viu e discutiu”.

Por fim, ele desvenda a violência implícita, causa da violência explícita: “Na sociedade de consumo, as pessoas se divertem, se fascinam com coisas e gozam delas. Se você define seu valor pelas coisas que você tem e que te rodeiam, ser excluído é humilhante. E nós vivemos num mundo da informação, todo mundo sabe tudo sobre todo mundo. Há uma comparação universal em que você não é comparado com a pessoa que mora ao lado, é comparado com pessoas de todo o mundo que tem suas vidas apresentadas como vidas decentes, próprias e dignas de se viver. É o cume da humilhação”.

Montserrat Martins, Colunista do Portal EcoDebate, é médico psiquiatra, bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais e ex-presidente do IGS – Instituto Gaúcho da Sustentabilidade

 

in EcoDebate, 16/01/2017

Zygmunt Bauman: Decifrando a ‘Era Líquida’, artigo de Montserrat Martins, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 16/01/2017, https://www.ecodebate.com.br/2017/01/16/zygmunt-bauman-decifrando-era-liquida-artigo-de-montserrat-martins/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top