Estudo faz diagnóstico sobre declínio de insetos polinizadores no mundo

  Por Rodrigo de Oliveira Andrade | Revista Pesquisa FAPESP     O uso intensivo de fertilizantes químicos, a destruição e degradação de áreas florestais e o agravamento das mudanças climáticas são as causas do declínio das populações de insetos polinizadores, como abelhas, moscas e borboletas, ao redor do mundo. A conclusão é de um amplo estudo de revisão feito por um grupo internacional de pesquisadores, entre eles a bióloga Vera Lúcia Imperatriz-Fonseca, do

Top