Primeira gravidez acontece mais cedo entre mulheres menos instruídas

 

gravidez

 

No Brasil, a idade média na qual as mulheres tiveram sua primeira gravidez foi 21 anos. Aquelas com menor nível de instrução tiveram sua primeira gravidez mais jovens (19 anos entre as sem instrução ou com ensino fundamental incompleto), ao passo que, entre as mulheres com nível superior completo, isso ocorreu aos 25 anos, em média.

Considerando as mulheres de 18 a 49 anos sexualmente ativas nos últimos 12 meses e que ainda menstruavam, 61,1% fizeram uso de métodos para evitar a gravidez. As mulheres brancas (65,8%), aquelas com maior nível superior completo (69,7%) e ensino médio completo ou superior incompleto (66,8%) apresentaram maiores percentuais de utilização de métodos contraceptivos.

Na mesma faixa etária, 69,2% das mulheres ficaram grávidas alguma vez na vida. Nas regiões Norte (73,6%) e Nordeste (72,9%), os percentuais foram acima da média nacional. No Sudeste se observou o menor percentual (66,1%). Foram verificados maiores percentuais de mulheres que já estiveram grávidas entre aquelas sem instrução ou com ensino fundamental incompleto (87,0%) e este percentual reduzia conforme aumentava o nível de instrução (56,4% entre as que tinham concluído o ensino superior).

Entre as mulheres de 18 a 49 anos, 2,1% provocou o aborto pelo menos uma vez na vida. Este percentual variou de 1,0% no Sul a 3,0% no Nordeste. As mulheres sem instrução ou com o fundamental incompleto (2,8%), assim como aquelas com o fundamental completo ou com o médio incompleto (3,0%), apresentaram maiores percentuais, se comparadas com as mulheres com curso superior. A proporção de mulheres de cor preta (3,5%) que declararam ter tido algum aborto provocado foi maior em relação às de cor branca (1,7%).

Por outro lado, 15,2% das mulheres na mesma faixa etária sofreram algum aborto espontâneo. Os maiores percentuais foram registrados nas regiões Norte (18,1%) e Nordeste (17,8%), e o menor na região Sul (12,7%). Isso ocorreu com 21,1% das mulheres sem instrução ou com o nível fundamental incompleto e 11,7% daquelas com o nível superior completo. As mulheres pretas (18,9%) e pardas (17,7%) tiveram percentuais mais elevados do que as brancas (12,3%).

Informações do IBGE, in EcoDebate, 24/08/2015


[ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top