Pesquisa sobre a Educação Ambiental no Brasil – Avaliação dos resultados IV, por Antonio Silvio Hendges

 

artigo

 

[EcoDebate] Este Artigo continua a divulgação e análises da pesquisa online sobre o desenvolvimento da educação ambiental no Brasil, realizada durante o segundo semestre/2014 pelo Projeto Escolas Sustentáveis do Cenatec Ltda. que propõe a responsabilidade ambiental e social coletiva para a capacitação dos educadores e comunidades escolares, o ensino contextualizado e eficaz da educação ambiental e o desenvolvimento de projetos sustentáveis integrados às comunidades escolares. Esta pesquisa também teve o apoio e colaboração do Projeto AJO Ambiental, dos grupos SOS Meio Ambiente das redes sociais Linkedin e Facebook e de outras organizações relacionadas diretamente com a educação e a sustentabilidade como os Educadores Online e Educadores Multiplicadores. Os artigos anteriores podem ser acessados aqui no Portal EcoDebate.

A sexta questão da pesquisa abordou aspectos da metodologia de ensino da educação ambiental no Brasil, especialmente os relacionados com o modelo adotado para o ensino deste componente curricular na educação formal, ou seja, na educação adotada nos currículos dos estabelecimentos oficiais de ensino nos diversos níveis e modalidades. Foram quatro opções de respostas para a pergunta: Quanto à educação formal, estabelecida nos currículos escolares, qual em sua opinião deve ser a metodologia de ensino adotada? Foram 193 respostas em um universo de 198 participantes e os resultados foram os seguintes:

– Inter, multi e transdisciplinar como atualmente está previsto na Política Nacional de Educação Ambiental: 53,37% com 103 respostas;

– Como disciplina específica com foco na sustentabilidade, promovendo todos os aspectos sociais, econômicos, ambientais e culturais, em todos os níveis de ensino, mantendo o inter, multi e transdisciplinaridade como ação educativa complementar: 34,20% com 66 respostas;

– Descentralizada, com ênfase voltada à solução de aspectos e impactos ambientais imediatos às atividades econômicas desenvolvidas regionalmente: 5,69% com 11 respostas;

– Com ênfase no Ensino Fundamental, principalmente nos primeiros anos e na educação infantil: 6,74% com 13 respostas.

Importante destacar que 53,37% dos entrevistados concordam com a metodologia atualmente adotada no Brasil para o ensino da educação ambiental, como componente curricular presente de forma complementar e transversal, inter, multi e transdisciplinar aos processos formais de ensino. No entanto, há um apoio significativo para a implantação da educação ambiental como componente específico da educação formal com 34,20% das respostas concordando com esta alternativa.

Neste sentido, uma importante parcela dos entrevistados entendem que a educação ambiental deve ir além da transversalidade em relação aos componentes curriculares e ser específica como disciplina voltada à promoção da sustentabilidade e dos aspectos sociais, econômicos, ambientais e culturais em todos os níveis de ensino.

Antonio Silvio Hendges, Articulista do EcoDebate, professor de Biologia, pós graduação em Auditorias Ambientais, assessoria em sustentabilidade e educação ambiental – www.cenatecbrasil.blogspot.com.br

Nota da Redação: Leiam, ainda, as partes anteriores deste artigo:

Pesquisa sobre a Educação Ambiental no Brasil – Avaliação dos resultados I

Pesquisa sobre a Educação Ambiental no Brasil – Avaliação dos resultados II

Pesquisa sobre a Educação Ambiental no Brasil – Avaliação dos resultados III

Publicado no Portal EcoDebate, 05/02/2015

Pesquisa sobre a Educação Ambiental no Brasil – Avaliação dos resultados IV, por Antonio Silvio Hendges, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 5/02/2015, https://www.ecodebate.com.br/2015/02/05/pesquisa-sobre-a-educacao-ambiental-no-brasil-avaliacao-dos-resultados-iv-por-antonio-silvio-hendges/.


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Um comentário em “Pesquisa sobre a Educação Ambiental no Brasil – Avaliação dos resultados IV, por Antonio Silvio Hendges

  1. Olha para melhorar o meio ambiente no nosso pais precisa que seja aplicado multas para as pessoas que sejam da media e alta sociedade, porque concentisados são, sabem o que estão fazendo, já as pessos que necessitam até mesmo do saneamento básico e moram em locais sem nehumas condições de colheta de lixo, sem rede de esgoto, asfalto e outros, devem cobrar do governo da sua cidade e fazer ele criar vergonha na cara e aplicar o recurso dos contribuintes na melhoria da cidade, pricipalmente o saneamento básico, chama midia leva para o ministerio público e faz valer seu direito de cidadania.

Comentários encerrados.

Top