Um dia a vida começa e em outros ela recomeça, artigo de Gilmar Passos

 

opinião

 

[EcoDebate] Por vida compreendemos todo um conjunto envolvente de elementos vitais que se organizam e se relacionam dando sustentação a seres vivos. Os seres vivos encontram um universo holístico com dimensões organizativas próprias que se articulam e são felizes quando se mantêm dentro dos limites respeitáveis dos relacionamentos.

Dentre os seres vivos o ser humano tem particularidades e capacidades que, quando é criativo e espontâneo encontra o caminho harmonioso de ser feliz. Criativo, porque ele pode criar o ambiente que achar melhor e outras coisas mais que requerem um pouco de inteligência e sabedoria para viver. Ele é espontâneo porque tem a sua disposição mecanismos que permitem encontrar sua identidade, noutras palavras: sua essência de vida.

O ser humano é potencialmente e existencialmente um complexo de sentido, de experiências e de desenvolvimento histórico dentro da história universal. Isso significa dizer que ele constrói a sua própria história dentro de toda a história do universo. Simplificando mais ainda esta reflexão: dentro da história do universo há várias histórias criadas por pessoas diferentes, o que chega a uma existência de bilhões de pessoas.

Quando andamos pelas ruas não nos deparamos apenas com pessoas, mais histórias de vidas diversas, algumas que conhecemos parcialmente e outras que a correria do dia a dia nos impede de traçarmos algum tipo de conhecimento. Nas cidades pequenas, nos lugarejos rurais ainda há mais facilidade de contato e de conhecimentos de histórias (pessoas) diversas. No entanto, em cidades grandes as dificuldades são maiores e os conhecimentos de pessoas são mais escassos, no mais, elas se encontram para satisfazerem as necessidades básicas das relações humanas como o namoro, a relação sexual, o casamento, tudo isso com embasamento predominante de transações comerciais.

O comércio ganhou espaço em nossas relações de pessoas e assim que comercializamos as amizades, os encontros, as partilhas, os olhares e outras coisas essencialmente humanas. O comércio nos controla de um modo tão brusco que nos deixa míopes diante das realidades humanas.

O resultado dessa inversão é a frieza nas relações humanas. Vemos pessoas frias, alheias aos sentimentos, aos empobrecidos e marginalizados. Deparamo-nos com situações de desencontro, com prioridade de respeito às posições sociais que as pessoas ocupam. Não deixamos que os bens sejam mais valorizados do que as pessoas. Com tudo isso, a vida humana fica sem sabor, sem sentido gerando uma conjuntura de morte.

A partir das relações comerciais, tudo o que é próprio da vida humana e que lhe põe no caminho de felicidade é estrangulado. Esse crime não tira do ser humano a certeza de ser feliz, isso lhe incomoda ao ponto dele buscar o que estiver mais próximo, pode ser coisa positiva à vida ou negativa. Quando é positiva ajuda a construir a felicidade, quando não é provoca a busca de falsas felicidades como a bebida, as drogas, a idolatria a pessoas consideradas ilustres e outras coisas semelhantes.

Agarrar-se ao que está mais próximo sem analisar ou ponderar é fruto da decadente situação do ser humano. Mas isso não faz parte da sua essência. A essência humana é a liberdade coerente para amar e desenvolver-se pelo amor.

Gilmar Passos. Graduado em Teologia, Pós-graduado em Docência do Ensino Superior. Membro da Academia Estanciana de Letras (AEL). Um eleitor buscando consciência de sua humanidade e das demais pessoas.

 

Publicado no Portal EcoDebate, 05/11/2014


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top