Desastres naturais geraram prejuízo de US$ 138 bilhões em 2012

 

Mais de 9,3 mil pessoas morreram e outras 106 milhões foram afetadas; maior parte da perda financeira foi nas Américas, por conta do furacão Sandy e das secas.

Destruição em Cuba após o Sandy

 

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

Desastres naturais mataram, no ano passado, mais de 9,3 mil pessoas e geraram perdas econômicas de US$ 138 bilhões ou mais de R$ 271 bilhões em todo o mundo.

O anúncio foi feito esta quinta-feira pelo Escritório da ONU para a Redução de Riscos de Desastres. Ao todo, foram 106 milhões afetados com enchentes, furacões e secas.

Terremotos e Tufão

Foram 310 desastres extremos registrados em 2012. Pela primeira vez na história, os prejuízos ultrapassaram os US$ 100 bilhões por três anos consecutivos. A afirmação foi feita, em Genebra, pela diretora do escritório, Elizabeth Longworth.

 Segundo a chefe do Escritório para a Redução de Riscos de Desastres, preocupa o impacto do total das perdas financeiras. China, Estados Unidos e Itália, que enfrentou dois terremotos, foram os países que mais tiveram prejuízos econômicos.

Longworth destacou que não houve mega-desastres em termos de impacto humano. O tufão Bopha, nas Filipinas, foi o que fez mais mortos: 1,9 mil perderam a vida.

Furacão Sandy

Já 63% das perdas em dinheiro ocorreram nas Américas, por conta das secas nos Estados Unidos e do furacão Sandy, que afetou o país e também o Caribe. A Europa enfrentou grandes ondas de frio, que mataram mil pessoas.

No continente africano, secas e cheias atingiram de forma severa vários países. Somente na Nigéria, foram 300 mortes. Segundo as Nações Unidas, mais de 42% dos desastres ocorreram na Ásia, que foi o continente mais afetado pelos desastres no ano passado.

EcoDebate, 15/03/2013


[ O conteúdo do EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top