Comunidade quilombola do Médio São Francisco denuncia mortandade de peixes

 

notícia

 

Integrantes da Associação Quilombola Lagoa das Piranhas denunciaram nesta segunda-feira (5.11) a morte de milhares de peixes na Lagoa das Piranhas, na zona rural do município de Bom Jesus da Lapa (BA), no Médio São Francisco. O acidente afeta a comunidade quilombola homônima, constituída de aproximadamente 700 pessoas, que utiliza a lagoa para o abastecimento hídrico e alimentar.

Conforme Cláudio Pereira, a suspeita é de que a mortandade tenha como causa a contaminação das águas da lagoa pelos dejetos do projeto de irrigação Formoso, onde se desenvolve o cultivo de banana:

“O projeto utiliza agrotóxicos e sempre drenou águas com resíduos para o Riacho das Cacimbas, que por sua vez desagua na Lagoa das Piranhas. Isso nunca aconteceu antes. Estamos supondo que aumentou a concentração de produtos tóxicos na água”, declarou Cláudio, que é também coordenador da Câmara Consultiva Regional – CCR do Médio São Francisco, instância representativa do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco – CBHSF.

A morte dos peixes teve início na semana passada, e hoje assumiu uma grave proporção, contou ele, devido ao volume acumulado de peixes mortos e à paralisação das atividades da comunidade quilombola, que está assustada com a situação. Alguns moradores, inclusive, informou, estão acometidos de diarreia.

A lagoa é uma das maiores da região, medindo de ponta a ponta, conforme o líder comunitário, cerca de 10 quilômetros, com quatro metros de profundidade. A associação representativa da comunidade quilombola encaminhou, nesta segunda-feira, denúncia formal ao Ministério Público, Codevasf e Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia – Inema, para a adoção de providências imediatas.

Nota do CBHSF, enviada por Ruben Siqueira, sociólogo, da Comissão Pastoral da Terra / Bahia e Articulação Popular São Francisco Vivo www.saofranciscovivo.com.br , para o EcoDebate, 09/11/2012

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

Top