Código Florestal: derrota humilhante, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

 

desmatamento

 

[EcoDebate] A derrota imposta pelos ruralistas ao conjunto da sociedade brasileira, ao aprovar o novo Código Florestal (Código dos Ruralistas) é a mais humilhante que já conheci nesses 35 anos de militância social. Nunca, nem na ditadura, a sociedade foi humilhada dessa forma.

Eles conseguiram absolutamente tudo que queriam. Essas últimas questões são periféricas diante do que era realmente o objetivo: reduzir a área de preservação permanente nos grandes rios de 500 metros para 100, numa gradação proporcional até rios menores, agora com exigência de apenas 15 metros. Nem vamos falar das encostas e propriedade acima de quatro módulos.

Com essa mudança legal, não só “consolidam” a área agrícola – como eles dizem -, como não pagarão uma única multa dos crimes ambientais que cometeram. É uma vitória arrasadora sobre nós e sobre as gerações que virão nesse país.

Os governos de plantão sabiam que no Congresso eles são maioria. Por isso, poderiam ter buscado outros caminhos, como um projeto elaborado por cientistas, que fosse a plebiscito, ou a referendo. Poderiam ter aproveitado a vontade de 80% da população brasileira contra a mudança no Código. Preferiram o caminho restrito do Congresso, porque, na verdade, no fundo, concordam com o que foi feito.

A derrota não é só política. Ela é, sobretudo, a derrota do bom senso, da decência, da ciência, da defesa das bases naturais que sustentam a vida digna de um povo.

Judas se vendeu por 30 moedas de prata. Alguém vendeu o país por uns 30 kg de soja.

Roberto Malvezzi (Gogó), Articulista do Portal EcoDebate, possui formação em Filosofia, Teologia e Estudos Sociais. Atua na Equipe CPP/CPT do São Francisco.

EcoDebate, 01/10/2012

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Alexa

6 comentários em “Código Florestal: derrota humilhante, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

  1. Isso é uma tragédia, precisamos nos mobilizar em guerra, já que é isso que eles querem!!! Políticos de MERDA!!!!

  2. O TSE É TÃO EFICIENTE… NÃO SEI POR QUE NÃO RESOLVE ESSES PROBLEMAS AMBIENTAIS. ELE DEVIA ADOTAR PENA DE MORTE PARA QUEM NÃO VOTASSE, E, AÍ, TUDO ESTARIA RESOLVIDO.

  3. Diga mais, Simone Puntel: Sistema Social, Político e Econômico de MERDA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  4. COMO DAR UM GRITO DE INDIGNACAO? A NATUREZA ESTA SENDO CONDENADA A UM CRIME QUE NAO COMETEU E SENDO LEVADA ALGEMADA AO BANCO DOS REUS. ADVOGADOS PRECISAM ENTRAR EM ACAO . E ESTES; SOMOS NOS: `POVO BRASILEIRO`

  5. Com 85% da população vivendo nas áreas urbanas, em meio ao deslumbramento alucinado da compra do carro próprio, descarregando todas as frustrações e ansiedades nos shoppings centes de todas as esquinas, difícl pensar em outro resultado… estamos morrendo feito peixe, pela boca e por isca fajuta e barata, entorpecidos por esse veneno invisível do consumismo.

  6. O Brasil é um país de covardes, primeiro não tem uma nação patriota, depois tem um povo anestesiado de tanto léro – léro políticos e jurídicos, além disso, tem uma nação que troca oxigênio por carbono, e, por aí vai, sofrendo, sofrendo, mas, sempre sendo grandes admiradores de novelas e futebol.

Comentários encerrados.

Top