Ibama retira garimpo de ouro e serrarias clandestinas do entorno da reserva Kayapó no Pará

 


O Ibama desativou nesta quarta-feira (20/06) um garimpo clandestino de ouro no entorno da Terra Indígena Kayapó, em Cumaru do Norte, no sudeste do Pará. Dezenove bombas-hidráulicas, utilizadas na extração ilegal do minério, e meio quilo de mercúrio foram apreendidos pelos agentes ambientais. O responsável pela atividade irregular, um conhecido garimpeiro da região, foi multado em R$ 378 mil e ainda teve a propriedade embargada pelo instituto.

O uso do metal tóxico sem controle colocava em risco solo, rios, peixes e também os trabalhadores envolvidos na garimpagem. Cerca de 130 hectares de área sofreram graves danos ambientais para a retirada do ouro, com derrubada da vegetação e “lavagem” do solo. “Informações indicam que o mercúrio era adquirido de dentistas no município de Redenção, e pago com ouro”, disse o coordenador da operação, Leonardo Tomaz. Segundo ele, o caso será denunciado à Polícia Federal.

A fiscalização nas imediações da reserva Kayapós acontece desde 15 de junho com a Operação Soberania. Os fiscais vistoriam os crimes ambientais de helicóptero.


Duas serrarias clandestinas também foram flagradas operando a 10 km da terra indígena. As madeireiras cooptavam os índios para explorar a floresta no interior da reserva. Com o apoio da Funai, as serrarias ilegais foram desmontadas e o maquinário retirado de caminhões da área protegida.

Nelson Feitosa
Ascom – Ibama/PA
Fotos: Ibama

 

 

Informe do Ibama, publicado pelo EcoDebate, 28/06/2012

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Um comentário em “Ibama retira garimpo de ouro e serrarias clandestinas do entorno da reserva Kayapó no Pará

  1. Até que enfim o IBAMA do Pará está agindo seriamente. Agora gostaria ver se os agentes do IBAMA e da ANVISA irão até às localidades da Terra do Meio (Municípios de São Félix do Xingu e Altamira) para a retirada de restos de agrotóxicos per lá abandonados pelos latifundiários que os utilizaram para desmatamento de áreas da floresta amazônica desde os anos de 2003. Trata-se do Nufarm 2,4-D aditivado com produtos que fazem cair as folhas das árvores matando-as. O mesmo que faziam os Americanos na guerra química do Vietnam utilizando o “Agente Laranja”, composto justamente com o 2,4-D. Denunciei isso também pela TV Globo em 2007 no Programa do Bom Dia Brasil “Terra do Meio: um Brasil desconhecido”.
    Padre Angelo Pansa-Delegado ICEF (International Court of the Environment Foundation).

Comentários encerrados.

Top