Documentário denuncia a presença de transnacionais no massacre dos indígenas guarani kaiowá no MS

 

À Sombra de um Delírio Verde from Mídia Livre on Vimeo.

Na região Sul do Mato Grosso do Sul, fronteira com Paraguai, o povo indígena com a maior população no Brasil trava, quase silenciosamente, uma luta desigual pela reconquista de seu território.

Expulsos pelo contínuo processo de colonização, mais de 40 mil Guarani Kaiowá vivem hoje em menos de 1% de seu território original. Sobre suas terras encontram-se milhares de hectares de cana-de-açúcar plantados por multinacionais que, juntamente com governantes, apresentam o etanol para o mundo como o combustível “limpo” e ecologicamente correto.

Sem terra e sem floresta, os Guarani Kaiowá convivem há anos com uma epidemia de desnutrição que atinge suas crianças. Sem alternativas de subsistência, adultos e adolescentes são explorados nos canaviais em exaustivas jornadas de trabalho. Na linha de produção do combustível limpo são constantes as autuações feitas pelo Ministério Público do Trabalho que encontram nas usinas trabalho infantil e trabalho escravo.

Em meio ao delírio da febre do ouro verde (como é chamada a cana-de-açúcar), as lideranças indígenas que enfrentam o poder que se impõe muitas vezes encontram como destino a morte encomendada por fazendeiros.

À Sombra de um Delírio Verde
Tempo: 29 min
Países: Argentina, Bélgica e Brasil
Narração: Fabiana Cozza
Direção: An Baccaert, Cristiano Navarro, Nicola Muñoz

Leia ainda entrevista com um dos diretores em http://diplomatique.uol.com.br/artigo.php?id=1073

Site oficial www.thedarksideofgreen-themovie.com e facebook www.facebook.com/pages/THE-DARK-SIDE-OF-GREEN/132106013477766?ref=ts

Nota do Le Monde Diplomatique Brasil

EcoDebate, 01/02/2012

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Um comentário em “Documentário denuncia a presença de transnacionais no massacre dos indígenas guarani kaiowá no MS

  1. E o Brasil tem para falar o que, sobre direitos humanos lá fora?
    Está muito claro que hoje o que vale são os interesses da “Vale”, do agronegócio e de outras grandes coorporações. Ìndio não banca eleição de ninguem. No novo colonialismo brasileiro indio continua a ser visto como entrave ao suposto “progresso”. Continuamos colônia. Brasil desenvolvido é uma falácia política. Como se pode falar de desenvolvimento sem que os direitos humanos e o meio ambiente sejam respeitados.

Comentários encerrados.

Top