Estudo mostra que produção agrícola cresce com queda no desmatamento

 

Pesquisadores analisaram tendências de uso da terra na floresta amazônica em Mato Grosso

Não há nenhuma contradição entre diminuir o desmatamento e aumentar a produtividade agrícola. É o que mostra um estudo [ Decoupling of deforestation and soy production in the southern Amazon during the late 2000s ] publicado na última edição da revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS). Matéria em O Estado de S.Paulo, com informações adicionais do EcoDebate.

Os pesquisadores analisaram as tendências de uso da terra na floresta amazônica do Estado de Mato Grosso.

Entre 2006 e 2010, o desmatamento na região caiu para 30% da média histórica de 1996 a 2005. Ao mesmo tempo, a produtividade agrícola atingiu o ápice do período estudado.

De 2001 a 2005, o aumento da produtividade da soja pode ser explicado exclusivamente pelo aumento da área plantada, principalmente pastos convertidos em lavouras (74%) e florestas desmatadas (26%). Na segunda metade da década, a produtividade da soja cresceu 78%. Quase um terço desse porcentual pode ser explicado pelo aumento de produtividade das lavouras já existentes.

Além disso, a maior parte da expansão das fronteiras agrícolas da soja (91%) ocorreu em regiões já desmatadas. As razões apontadas para a mudança são políticas eficazes para estimular o uso sustentável da terra.

Decoupling of deforestation and soy production in the southern Amazon during the late 2000s
Published online before print January 9, 2012,
doi: 10.1073/pnas.1111374109 PNAS January 9, 2012

EcoDebate, 10/01/2012

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Top