Em debate – Partidos Políticos: Dois são suficientes e necessários, artigo de Valdeci Pedro da Silva

 

[EcoDebate] Existem, atualmente, no Brasil, vinte e nove partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e outros trinta e dois aguardando regularização junto ao Órgão.

Diante desses números, os cidadãos brasileiros devem perguntar: para que tantos partidos políticos? A quem interessa essa balbúrdia partidária?

Certamente, a existência de tantos partidos políticos não é exigência do eleitorado, uma vez que, para este, dois partidos são suficientes, e não mais.

Basicamente, a sociedade é dividida em duas partes, que são distintas e antagônicas: a dos detentores de fortuna, a dita burguesia, que são os exploradores, e a dos que possuem apenas a força de trabalho, que são os explorados.

Portanto, a existência de apenas dois partidos políticos, cada um deles representando uma das partes da sociedade, seria o recomendável.

Então, qual o motivo de existirem tantos partidos, com a possibilidade de esse número crescer muito mais?

A resposta é simples: a existência de tantos partidos políticos é devida à luta de oportunistas pelo poder político.

Teoricamente, cada partido político existe para representar uma parte da sociedade, mas, na prática, ele existe mesmo em função do interesse de seus fundadores, que é obter o poder político.

Diante do que até o momento foi exposto, podemos concluir que a existência de tantos partidos políticos representa mais um abuso contra os cidadãos comuns, já tão sacrificados.

Devemos, então, lutar para que seja implantado, no Brasil, o bipartidismo, conforme acima comentado, e tudo ficará claro.

Texto de Valdeci Pedro da Silva, Arquiteto e Urbanista.

Maceió – Al., 19 de novembro de 2011.

EcoDebate, 22/11/2011

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

2 comentários em “Em debate – Partidos Políticos: Dois são suficientes e necessários, artigo de Valdeci Pedro da Silva

  1. Me desculpe, mas discordo da conclusao do texto. Concordo que existam partidos demasiados e que no fim nao representam os interesses da populacao num todo.
    Mas vamos convir que a quem representaria/interessaria esse “bipartidarismo”? (Basta vermos como funciona nos EUA, já que os dois principais partidos sao de direita).
    É praticamente evidente que as elites se instalariam nesses “dois únicos partidos” e disputariam o poder entre elas, alias, nao muito diferente do que ocorre hoje em cunho nacional, com o PT e PSDB, nao disconsiderando a capacidade do PMDB, mas que a disputa segue entre esses polos. E isso é viável para o Brasil?
    Além disso, seguir nessa visao seria ver as coisas somente como “sim x nao”, “a favor x contra”, “certo x errado”, ou no popular, “oito x oitenta”. Será que somos, como seres humanos, assim?
    Creio que nao.
    A discussao sobre partidos políticos é muito maior do que isso. E que deveria sim ser discutida entorno de uma reforma política ampla, regulando melhor a formacao de partidos (inclusive dos que já estao aí), fidelidade partidária, para que haja, desta forma, uma melhor identificacao dos e com os partidos, ou seja, para que as pessoas se filiem, somente, a partidos que fielmente a representam.
    Nao é o que vemos hoje aí, a nao ser de um gato pingado de partidos que tem alguma identidade ideológica, portanto, que supram essa necessidade de um grupo social.

  2. Faz tempo que não leio tanta bobagem em um só texto.Valdeci deveria voltar para a arquitetura , acredito que sobre política esteja longe de algo apenas razoável.Se desejar insistir, que estude , mas estude bastante.

Comentários encerrados.

Top