‘Dieta’ e Cidadania, artigo de Américo Canhoto

[EcoDebate] Facilitar a vida em comunidade é mais simples do que se imagina; desde que se use as ferramentas á disposição no dia a dia.

A dieta é um recurso pedagógico extraordinário; que no assunto em questão: ajudar as pessoas a tirarem o olhar do próprio umbigo e prestar atenção aos que fazem parte do seu dia a dia – olhar os outros de uma forma mais humana.

Perceber a interdependência humana traz a paz.

Eu sou eu, você é você. Mas, dependo de você e você precisa de mim.

O estudo da origem de cada alimento que faz parte do cardápio pode ajudar a criança a compreender que a sua relação com as outras pessoas é de interdependência (ela não depende dos outros apenas, os outros também dependem dela). No caso dos alimentos, a relação entre produtor, vendedor e ela como consumidora é uma relação na qual todos dependem uns dos outros. E, o alimento pode servir como veículo para que todos se esforcem no sentido de melhorar a qualidade da vida em comunidade através da boa qualidade do alimento.

Exercício de pesquisa.

Em que condições vivem as pessoas que produzem os alimentos que a criança costuma comer? Informada ela pode usar sua dieta para direcionar melhor os recursos. Adiante, já mais, conscientizada pode optar por consumir alguns alimentos que sejam adequados para si e que sejam produzidos em regiões mais carentes de recursos, ajudando dessa forma, os produtores sem que esteja lhes fazendo um favor.

Os hábitos de alimentação podem formar pessoas mais conscientes e mais exigentes

Agrade as pessoas;
Mas, faça isso com inteligência;
agradar é ajudar;
chamando o outro á responsabilidade…

Ao perceber que sempre dependemos uns dos outros a criança torna-se mais cooperativa e aprende a cobrar com inteligência e cortesia, que as outras pessoas também cumpram com seu papel e melhorem cada vez mais a qualidade de seus produtos e dos serviços prestados.

É preciso ajudar a criança a se tornar um consumidor exigente de qualidade e de respeito aos seus direitos; sempre respeitando os outros como contrapartida.

A dieta pode ajudar o cidadão na busca dos seus direitos.

Para que vivamos em paz e harmonia numa nação, é preciso que todos conheçam a Constituição do País; saber se o preço anunciado é o que está efetivamente sendo pago; se a quantidade indicada é o que realmente o produto contém. Exigir que o combinado seja cumprido. A criança educada num ambiente onde se pratica a justiça não aceitará diferenças práticas na aplicação das leis. Tudo que é legal deve ser também ético.

Exercício de compras.

Quando vamos ás compras devemos investir a criança na condição de fiscal para comparar preços anunciados, e, checar, exigir, repreender os infratores. Ela ficará feliz sentindo-se importante ao ser estimulada a fiscalizar para que tudo funcione segundo a lei que protege o consumidor. E, a sociedade do futuro agradece.

É preciso cobrar mais ética da mídia

As crianças do futuro serão as que não acreditam que aquilo, é isso aí…

A criança é a maior vítima da mídia de alimentos que tenta seduzi-la de todas as formas com quinquilharias; os sedutores são profissionais que tornam-se ícones em enganar as crianças (não por maldade proposital, mas por descuido ético), estimulando-as a consumir produtos inúteis para sua saúde e seu bem estar; ao contrário, muitas vezes colaboram para que adoeçam ou tornem-se obesas. Cabe a quem já despertou para isso, ajudar as crianças a separar o joio do trigo das informações cada vez mais rápidas e intensas.

Exercício:

Quando a criança sentir-se enganada o lesada deve ser estimulada a escrever e a manifestar-se.

Os hábitos de alimentação devem ajudar a descobrir o quanto as escolhas custam de verdade.

Namastê.

Américo Canhoto: Clínico Geral, médico de famílias há 30 anos. Pesquisador de saúde holística. Usa a Homeopatia e os florais de Bach. Escritor de assuntos temáticos: saúde – educação – espiritualidade. Palestrante e condutor de workshops. Coordenador do grupo ecumênico “Mãos estendidas” de SBC. Projeto voltado para o atendimento de pessoas vítimas do estresse crônico portadoras de ansiedade e medo que conduz a: depressão, angústia crônica e pânico

EcoDebate, 30/08/2011

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Um comentário em “‘Dieta’ e Cidadania, artigo de Américo Canhoto

  1. A lógica deste artigo vale pra tudo. Cada item consumido tem uma reação econômica e social: é o conceito de voto econômico, infinitamente mais transformador que o voto político. Hoje fui ao buffet e me dei conta que quando um vegetariano vai ao buffet que tem carne, ele está pagando a carne para os outros.

Comentários encerrados.

Top