MPF/PI requisita fiscalização de carvoarias

carvoaria

Objetivo é identificar todas as carvoarias instaladas no estado, com ou sem licença ambiental válida, verificando a documentação relacionada ao transporte de carvão vegetal e a existência de desmatamentos irregulares

O Ministério Público Federal no Piauí (MPF/PI), por meio do procurador da República Tranvanvan Feitosa, requisitou ao superintendente do Ibama no Piauí, Romildo Mafra, a realização de atividade fiscalizatória em toda a região sul do Piauí. O objetivo dessa fiscalização é identificar todas as carvoarias instaladas no Estado, com ou sem licença ambiental válida, verificando a documentação relacionada ao transporte de carvão vegetal, e a existência de desmatamentos irregulares.

No documento, o procurador da República determina que, caso sejam identificados projetos irregulares, o Ibama adote as providências administrativas cabíveis, inclusive embargando a atividade.

A medida adotada pelo MPF integra o Inquérito Civil Público nº 1270/07, que tem por finalidade a identificação e repressão de desmatamentos e carvoarias instaladas no estado em desacordo com a legislação ambiental. Nesse inquérito, existem cópias de licenças ambientais emitidas pela Semar para a instalação de carvoarias que apontam para a insustentabilidade dessa atividade econômica.

Para tentar barrar os crimes cometidos contra o meio ambiente, especialmente na região dos cerrados, o MPF/PI já ofereceu diversas ações penais por crimes de desmatamento ilegal e uso de documentação fraudulenta para acobertar a saída de carvão para usinas siderúrgicas localizadas, principalmente, em Minas Gerais e no Maranhão.

O Ministério Público Federal também recomendou à Semar a suspensão das licenças ambientais para carvoarias instaladas nos municípios onde há presença de Mata Atlântica, sendo eles: Morro Cabeça do Tempo, Curimatá, Avelino Lopes, Redenção do Gurgueia, Júlio Borges e Bom Jesus.

Fonte: Procuradoria da República no Piauí

EcoDebate, 16/03/2011

Compartilhar

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Um comentário em “MPF/PI requisita fiscalização de carvoarias

  1. Senhores,
    Mesma pergunta feita a anos no Mato Grosso do Sul:
    Por que todo este RIGOR LEGAL E FISCAL apenas com as atividades ligadas a produção e comercialização do Carvão Vegetal? Que é em suma um produto da agroindústria! Produzir: Bovinos; Algodão; Soja; Milho; etc., não provoca os tais desmatamentos? Principlamente nos casos de abertura de novas fronteiras agropecuárias?
    Acho que o Rigor legal e Fiscal deve ser empregado igualmente a todos os setores da produção agropecuária.

    Atenciosamente,

    Carlos Roberto de Lima
    UAEF / CSTR / UFCG
    Patos – PB

Comentários encerrados.

Top