Estudo revela a presença de bisfenol-A(BPA) em mais da metade dos alimentos comprados em supermercados dos EUA

Das 105 amostras, 63 tinham o químico associado a doenças como câncer, infertilidade e diabetes

Texas – Uma pesquisa publicada no início dessa semana revelou que quase dois terços das amostras compradas  supermercados em Dallas e analisadas pelos pesquisadores continham bisfenol A (BPA), químico utilizado na fabricação de embalagens plásticas e enlatados. O BPA já foi associado a doenças como o câncer, diabetes, infertilidade e obesidade. As amostras continham níveis de bisfenol A menores do que o nível considerado seguro pelas agências reguladoras dos Estados Unidos e Europa.

Mas, de acordo com o Dr. Arnold Schecter, autor da pesquisa e professor na Universidade do Texas, mesmo em quantidade menores o bisfenol pode prejudicar a saúde. “Precisamos de mais esforços para remover químicos perigosos da cadeia alimentícia”, disse. O estudo foi publicado no jornal científico Environmental Science & Technology e é a primeira pesquisa científica feita com alimentos frescos, enlatados ou acondicionados em embalagens plásticas.

O resultado confirmou pesquisas informais realizadas no passado. Para descobrir se o químico estava migrando da embalagem para os alimentos e em qual quantidade, pesquisadores compraram 105 alimentos de 10 diferentes supermercados em Dallas em março deste ano. Os alimentos comprados foram: vegetais enlatados, sopas, carnes e sucos; produtos infantis enlatados, alimentos embalados com plásticos como compota de maçã; spaghetti e almondegas, peito de peru, frango, presunto e salmão; e ração para cães e gatos embaladas com plástico. O objetivo do estudo não era identificar alimentos específicos que contenham BPA, mas testar uma série de produtos para determinar se a presença do bisfenol A na cadeia alimentar requer um monitoramento mais amplo.

Os testes de laboratório encontraram BPA em 63 das 105 amostras. O nível mais alto foi encontrado em uma lata de ervilhas, seguido por três tipos de sopa. O bisfenol A não foi detectado no presunto, salmão, peito de frango fatiado e em algumas latas.

De acordo com a pesquisa, não houve uma diferença significativa nos níveis de bisfenol A encontrados em latas ou em embalagens plásticas. Há testes com frutas e vegetais frescos não embalados em andamento. Ainda segundo os pesquisadores, os resultados não podem ser aplicados a todo o país, já que a amostragem foi pequena e feita em uma área metropolitana. No entanto, os testes confirmam que o bisfenol A migra de embalagens para alimentos o que demanda um maior cuidado das agências reguladoras.

Nesta semana, a Organização Mundial da Saúde está realizando uma conferência no Canadá com especialistas da área química para avaliar os riscos da ingestão de BPA. Grande parte da atenção estará focada na migração do composto de latas para alimentos e bebidas. Também avaliarão se mulheres grávidas e fetos estão no maior grupo de risco. Tanto o FDA quanto o EFSA estão participando do simpósio.

Notícia originalmente publicada no Dallas News em 03 de outubro de 2010 e Revista ACS – Environmental Science and Technology

Reportagem de Fabiana Dupont e Fernanda Medeiros, do sítio O Tao do Consumo.

EcoDebate, 08/11/2010

Compartilhar

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Um comentário em “Estudo revela a presença de bisfenol-A(BPA) em mais da metade dos alimentos comprados em supermercados dos EUA

  1. EXISTE ALGUMA REGULAMENTAÇÃO NO BRASIL OU ALGUM ESTUDO, ACOMPANHAMENTO?

    Resposta do EcoDebate:

    O Brasil adota os parâmetros dos EUA (FDA/EPA) hoje considerados inadequados pelos principais pesquisadores. Saiba mais sobre os grandes riscos à saúde pública acessando a tag “Bisfenol-A“. É um acesso impressionante de informações e pesquisas.

    Se preferir leia a matéria “bisfenol-A(BPA): Ao contrário do que diz a Abiquim já existem estudos científicos dos riscos à saúde“.

Comentários encerrados.

Top