Dieta para ‘olho gordo’: vacina para ‘vampiro zoiúdo’, artigo de Américo Canhoto

[EcoDebate] A forma de viver da atualidade contribui de forma marcante para a epidemia de obesidade ocular (fome e desejo o que não me pertence) – pois, a ambição de possuir; aparentar; consumir a qualquer preço e custo: “consumo; logo existo”; potencializa de forma marcante a concentração de energias que cria os “vampiros zoiúdos” com capacidade de secar até pimenteira – e para escapar deles não adianta: fazer figa escondida; andar com um galhinho de arruda atrás da orelha; recitar um salmo; fazer o sinal da cruz; jogar um punhado de sal grosso assim que ele se afasta; muito menos bater na madeira, resolve; pois isso os deixa com mais apetite – Nesta vida hi-tec esses rituais não funcionam mais – a melhor saída é usar a Internet natural – pois, só com bons e-mails é possível neutralizá-los.

A melhor saída e proteção, é entender como eles agem; entender suas razões para lançar olhares obesos vorazes de cobiça sobre nossa vida e nossas coisas.

Combater olho gordo pela Internet?
Se dissermos que ela sempre existiu algumas pessoas podem ficar espantadas e até discordar; mas, é verdade; quando pensamos em alguém, estamos usando a antiga e milenar Internet natural – nesse momento, nós acabamos de enviar um e-mail a essa pessoa; não raro, lotado de vírus; pois, não vigiamos o que pensamos uns dos outros; conforme nos recomendou um grande Avatar: Jesus.

Como é possível?
Segundo o conceito de mestre Lavoisier: “Na natureza nada se cria, tudo se transforma” (e se copia no caso dos made in) – apenas, neste caso, a energia do pensar virou matéria na telinha.

Será que energia vira matéria? – E matéria pode transformar-se em energia? – Que se materializa de novo.
Pensamentos viram idéias, que se materializam em palavras ditas ou não ditas, que viram comunicação escrita ou materializada na telinha – e que retornam como energia do pensar a nos afetar as antigas idéias, que se recriam – essas novas transformam-se em atitudes renovadas que tornam a materializar-se e, assim sucessivamente.

Aproveitemos para dar um tempo e matutar: O que é o pensamento? Será uma coisa mágica? – Ou uma onda de energia codificada?

É real, concreta; pois ao usar nosso cérebro recebemos e enviamos e-mails para equipamentos de carne, osso, cérebro, nervos, músculos, tendões e ossos; sem importar a distância.

Como somos seres potencialmente inteligentes e transformadores; copiamos esse sistema natural e, usando moderna tecnologia o materializamos na tela através de processadores, cabos, chips, mouse, e outros apetrechos analógicos ou digitais – nosso antigo conceito de pensar transformou-se após novas descobertas em mensagens eletrônicas.

Como pouco do que se refere a nós é perfeito; andamos á volta com algumas dificuldades – e para variar, éticas. Ou; o que podemos e vamos fazer com esses recursos: a Internet fisiológica e a eletrônica?

Tal e qual a teoria do inconsciente coletivo colocado por Carl Gustav Yung – a rede mundial de Internet pode tornar-se uma ferramenta em direção ao progresso; e ao alcance da maioria; fácil de ser usada e “barata”; desde que a usemos com ética; pois de graça, nem a universal; já que ela tem um custo até maior do que se imagina – a moeda chama-se Kharma (impressa numa máquina do tempo chamada Lei de retorno).

Tal e qual nós seres humanos; os computadores são ferramentas de precisão de alta tecnologia e com opções de recursos bem variadas que, se bem usadas podem fazer a diferença – Mas, ao contrário da parafernália tecnológica; nossa qualidade de navegadores na NET não se mede pelas ferramentas do equipamento que dispomos – o que menos importa é a marca (made in) ou nossa genealogia pessoal – O que cria a nossa marca registrada; é a forma com que nos apresentamos através do teclado. Se, nossas mensagens são inteligentes e éticas, então é o que somos.

Embora os vampiros zoiúdos sejam fáceis de identificar; aprender a separar quem é quem, leva um pouco de tempo e de observação. É preciso cada vê mais cuidado; pois, mais ainda do que nas relações humanas frente e frente; na rede da Internet mundial sabemos uns dos outros apenas o que cada um deseja informar – Meu Deus: do que não é capaz a tecnologia: Olho gordo á distância! – Vampiros zoiúdos internautas escondidos no MSN e Orkut e outras comunidades virtuais? – Credo!

Atenção: Pensamentos merecem ser vigiados de perto antes de serem digitados ou transformados em atitudes. Pois, nossa mente é capaz de verdadeiros milagres tanto no direito dos fatos quanto no avesso; questão de opção.

Estarei contaminado? – Sou um olho gordo?

Ninguém está vacinado e imune a sofrer da obesidade ocular; esse tipo de vampirismo não escolhe hora nem lugar; muito menos respeita sentimentos e afetos; atinge até familiares (o principal foco de contaminação): pais que secam a vida dos filhos e vice-versa; maridos e esposas…; portanto, muita atenção: nossos mais vagos desejos podem virar realidade! – Frases da sabedoria popular como esta, a cada dia nos sinalizam que cedo ou tarde; nós nos transformamos naquilo que pensamos; e de retorno, sofremos os efeitos do bem ou mal pensar – Mas, o que é isso segundo a tecnologia? Comprova-se a cada dia que, a energia liberada pela mente tem um poder criativo/destrutivo, fascinante; perturbador…

Qual o mecanismo de ação do olho gordo? Um simples olhar é capaz de alterar a estrutura da matéria? Sim? Ou talvez?

Sim! E isso, não é papo furado, é provado segundo os princípios da “moderna” ciência – também, não é nenhuma novidade; pois, ao mesmo tempo, sempre, a matéria não deixa de ser um tipo de energia.

Na atualidade há muitas formas de se provar essa realidade e dentre elas, merece destaque a experiência do japonês Masaru Emoto abordada em seu livro “A Mensagem da Água”. Ele congelou amostras de água que examinadas num microscópio de campo escuro dotado de equipamento fotográfico mostram que o arranjo hexagonal da estrutura da água apresenta mudanças quando submetida ás vibrações humanas: tais como pensamentos, palavras mensagens, orações e música.

Fica o desafio; para entender algumas ocorrências do dia a dia: Se o pensamento é capaz de alterar a estrutura molecular da água e setenta por cento do nosso corpo se constitui dela. O que não seremos capazes de fazer com ele e com o dos outros; apenas com nosso pensar e olhar? – Até via Net? – Sim.

Dá para deduzir também que: Os pensamentos são a chave do destino; e os olhos, a janela da alma.

Portanto: Tanto podem aprisionar, quanto libertar; quanto curar ou fazer adoecer…

Dá prá escapar? – Ou é preciso viver numa redoma? Prá maioria de nós, não dá; pois nas atuais circunstâncias de epidemia; é quase impossível; além disso, o nosso sistema de imunidade contra o vírus da obesidade dos desejos é precário; daí é possível escapar apenas de alguns desses vampiros de olho gordo; livrar-se de todos é coisa de Avatar; tarefa que poucos já conseguiram.

@ conexão humana:

“Somos todos; um”: A energia do pensamento dirigida a algo ou a alguém é um e-mail que sempre chega ao seu destino; se o indivíduo está conectado – e nas interações humanas que ocorrem dentro da “zona” que é nosso inconsciente coletivo; sempre estamos – quer acreditemos ou não – quer queiramos ou não – pois somos interdependentes; plugados na rede universal; nós somos apenas parte de um todo.

Mesmo os que tentam se desligar dela como os autistas, os esquizofrênicos…, que imaginam estarem a sós, livres, desconectados; o fazem em vão; pois continuam plugados na rede; afetando e sendo afetados – e de forma pesada; pois, se parássemos para pensar seria fácil entender o quanto fazemos sofrer os que se posicionaram em torno de nós na existência – Ao fazermos esse tipo de birra cósmica: ficamos de mal da vida; dos que do seu jeito – bem ou mal nos amam; de Deus; e até, emburramos, teimosamente – quem escolheu essa forma de se alienar, talvez gere mais kharma para si do que um suicida; pois, durante anos ele “castiga” os em torno; dia após dia, momento após momento, de forma quase cruel – alguns, auxiliados, até que se arrependem e retornam á vida; outros prolongam essa atitude evolutiva num tempo a perder de vista, na eternidade.

A obesidade ocular mata de forma precoce as chances de evolução: Tal e qual um “torpedo” via celular; nossas escolhas derivadas de cada pensamento/sentimento é uma onda de energia de comprimento, freqüência e amplitude particularizada que interfere na vida e no destino das pessoas a quem for enviado – e na volta; ao próprio emissor – daí que o olho gordo se intoxica de tanta energia que rouba dos outros; e seu olho engorda cada vez mais de forma mórbida – esse sintoma recebe o nome de insatisfação crônica; uma doença que se traduz na palavra do nosso grande Avatar: Jesus: “Deixem os mortos enterrarem os seus mortos”.

Vampiros zoiúdos são pobres na matéria ou nos valores da alma? Na maior parte das vezes, o vampiro zoiúdo não é tão pobre assim – doentiamente insatisfeito, ele cobiça tudo que acha que não tem; ou imagina que as coisas do outro são melhores ou mais bonitas – mesmo que não seja – essa doença evolutiva ataca o cérebro e impede o desenvolvimento do senso crítico; e pior; com o passar do tempo leva á cretinice mental.

Para nos vacinarmos todo juízo é pouco: Pois, o que pensamos e sentimos de forma sistemática gera organizações de energia que criam um vídeo que se assemelha a um filme; são as formas/pensamento – que causam verdadeiros delírios de desejos nos vampiros zoiúdos.

Afinal o vampiro zoiúdo seca com o olho ou com a mente? Com as duas coisas; mas, o olho físico é só um acessório – ele pode secar apenas com o terceiro olho (aquele imaginativo).

Quando o olho gordo recebe a energia do desejo e da cobiça frente ao objeto do desejo: Socorro! – Deus nos acuda! – Que fogueira que fornalha; até a asa branca puxa o carro do sertão; asas prá que te quero.

Como posso saber se já estou contaminado? O vampiro zoiúdo usa de artimanhas de aranha (nossas desculpas a esse importante animal xamânico de poder) – tece a teia dos elogios e da lisonja para pegar a incauta vítima – do segundo elogio em diante; melhor ficar esperto – a repetição é evidente. O olho gordo usa de mesuras e gentilezas indevidas e fora do contexto.

Há também o tipo olho gordo coruja: não fala nada; mas, presta uma atenção danada no que pertence aos outros.
Ou ás vezes basta apenas aquele zoinho tipo olhar de peixe morto; que com aquele jeitinho de quem não quer nada faz um estrago danado.

Exemplos simplórios:
– Nossa como seu cabelo está lindo! – Daí a alguns dias; aparece uma pelada ou um mar de caspa.
– Isso que é carro! – Que lindo seu carro novo – Pode preparar uma grana para pagar o mecânico; ou dirija com toda cautela do mundo nos próximos dias.
– Nossa como sua pele está linda e sedosa! – Se prepare para lidar com uma cordilheira de acne.
– Se você é mulher e levou aquela “secada”; mesmo que silenciosa, de um marmanjo olho gordo – Corra para o ginecologista; pois, vai brotar um belo corrimento.
– Nossa que flor mais linda! – Me dá uma mudinha! – Pronto pode encomendar a alma da planta á Fonte Criadora.

Como distinguir um elogio sincero ou um olhar puro de uma armadilha de olho gordo? No dia a dia, simplesmente pelos frutos.

Complicado é escapar da teia do vampiro zoiúdo ocasional – mas, com um pequeno treinamento de sentir as energias e aprender a fazer a leitura do corpo dá para quebrar o galho e diminuir o prejuízo.

Atenção: Aviso aos índigos e gente com TDA: Olho gordo não tem nada a ver com olho grandão; ás vezes, os zoinhos bem miúdos são os piores – Alerta total, aos que em certos momentos deixam á mostra uma fenda vertical como os dos répteis.

Dá para fazer dieta para emagrecer o nosso, lado, olho gordo? Sim.

– Basta reduzir o apetite dos desejos do que pertence ao próximo – nem sempre o “olho” das pessoas “engorda” de forma consciente; mas, quem já percebeu seu potencial ao emitir energia negativa deve simplesmente mudar a polaridade e fará bons e saudáveis milagres.
– Viver de forma simples é um dos segredos (apenas não dá Ibope).
– Viver como os “lírios do campo” conforme a recomendação de Jesus; até que seria perfeito; mas, hoje é prá lá de complicado; enfim, Ele deixou essa recomendação; apenas porque não fazia idéia do que é viver sob o jugo dos impostos e do consumo – então seu lapso está perdoado.
– Outra boa dica é seguir a recomendação que Emanuel nos legou através de Chico Xavier: “Rico é aquele que tem poucas necessidades” – essa recomendação é mais viável na vida contemporânea.
– Manter o “guiú” da inveja sob controle é uma boa pedida; pois, o bichinho é danado e levado da breca.
– Diminuir a exposição á mídia de ação rápida.
– Evitar a leitura de algumas revistas.
– Viver com moderação.
– Rir muito sem bancar a hiena.
– Divertir-se com coisas simples feito criança.
– Ouvir boa música.
– Aprender a olhar: olhos nos olhos – o olho gordo não sustenta o olhar nem por segundos para que suas intenções não sejam descobertas.
– Enfim; muitas são as opções de dieta para controlar a obesidade ocular.
– Para os casos mais graves; ás vezes é preciso uma radical cirurgia moral nos desejos e na gula das sensações e das posses.

Serei eu um olho gordo? O diagnóstico de nós mesmos é complicado – uma boa ajuda é se observar no espelho todos os dias; veja como anda sua auto-estima – tire fotos de si mesmo de vez em quando; peça a ajuda dos amigos; surpreenda sua inveja e dê-se um susto de vez em quando; pois ela é sempre negada e disfarçada; quando o sentimento da inveja der as caras, assuma, verbalize. Não é difícil saber quando sou olho gordo de eu mesmo – a isso, dá-se o nome de auto – sabotagem.

Tratamento e prevenção de olho gordo:
• Estude-se.
• Analise seu próprio olhar no espelho – alguns de nós não conseguimos encarar nem o próprio olhar.
Tudo que emitimos, a nós mesmos retorna; dia menos dia; acrescido do que sintonizou pelo caminho. Isso é Lei…
• Emita pensamentos de boa qualidade:
São e-mails de gente boa que transmitem idéias claras e sentimentos corretos. Geram e transferem sensações de alegria e prazer. É lucro certo.
• Cuidado com os pensamentos de má qualidade:

Coisas dos “hackers da vida” e que podem ser comparados a e-mails lotados de vírus capazes de destruir sistemas, sonhos, esperanças e vida. Em épocas de aceleração como esta a lei de retorno atua cada vez mais rápido. É um péssimo investimento.

Sistema de permissão á ação do olho gordo:
• Provedor:
Na Internet natural todos nós estamos conectados ao mesmo provedor (Deus, a Natureza).
• Login:
A forma de pensar, sentir e agir de cada pessoa cria seu login particular que funciona como um sistema primário que permite acessar os arquivos íntimos.
• Hardware:
Eles são armazenados no campo magnético da aura, que funciona como uma carteira de identidade universal ou como somos conhecidos na rede.
• Senha de permissão para usuário:
As permissões seletivas atuam como um controle de acesso aos nossos arquivos pessoais.
Esse mecanismo é regulado por um mecanismo denominado sintonia mental, ou permissão.
• Sistema de busca:
Nossos mais secretos interesses relacionados com nossa forma de pensar, nossos desejos e vontades criam nosso particular sistema de procura de nossos iguais.
• Roubo de senha:
Na Net natural, quando nos descuidamos e abrimos mão da individualidade e da soberania mental/emocional permitimos o livre acesso aos nossos sistemas e arquivos pessoais.
O descuido mais comum é deixarmos a critério do destino ou sistema de busca automático.
É como dar a senha para quem quiser acessar nosso e-mail, nosso login, deixando uma porta aberta para a entrada de todo tipo de vírus, malfeitos, vinganças, ódio, retaliações, destruição de sistemas…
• Hackers:
Um tipo de predador cada vez mais comum é o hacker de energia vital. Certas pessoas conseguem facilmente acessar nossos reservatórios. Quando pensam em nós ou interagimos frente a frente com elas, logo a seguir nos sentimos totalmente desvitalizados, até parece que fomos atropelados. Esses se assemelham mais a magos negros e outros bandoleiros do além – são muito mais perigosos do que os vampiros de olhar obeso de desejos.

Como diminuir o prejuízo que nos causam os vampiros zoiúdos?

Primeiro é preciso cuidar de mudar a senha de permissão de acesso ao nosso sistema mental – emocional – lembra da dica do Avatar: “vigia e ora”? – Esse aviso pode ser atualizado para a Era Hi-Tec como: Troque a senha! – Melhore sua qualidade como ser pensante!

Fugir dessas pessoas?
• Não adianta; e ás vezes é impossível; pois elas podem ser pai, mãe, filho, parente, amigo, chefe, subordinado, colegas de atividade fraterna de ONGS ou locais de ajuda incondicional ao próximo.
• Nunca é demais repetir que, para resolver basta usar a net natural: vá para um canto e mande e-mails de bons pensamentos para essa pessoa. O lucro é certo. Se você energizou o sujeito ele não sentirá necessidade de esvaziá-lo de sua vitalidade. Depois; a lei de retorno está tão acelerada que nem acabamos de mandar algo a alguém e já estamos recebendo de volta.
• Energias xamânicas – Nossa condição evolutiva é ainda bem primária, quase primata, não custa nada usarmos de recursos que nos são permitidos desde remotas Eras para nos libertarmos da ação de energias nefastas e dos vampiros zoiúdos: energia de plantas, minerais, animais (especialmente o gato – não há no reino animal nenhum capaz de transmutar energias negativas como os felinos).
• Mantras (dentre muitos, o pai nosso é um dos poderosos); a música desde imemoriáveis tempos tem um efeito mágico sobre nossa vida (minha amiga Margarete Áquila – margareteaquila@hotmail.com – produz verdadeiros milagres com sua técnica de Cura Cósmica na Casa do Consolador em SP – já tirou pessoas do coma apenas com a vibração de seu canto.
• A alquimia pode ser usada com resultados simples e eficazes; recebi um presente de meu amigo alquimista e eminente cientista; meu irmão estelar o Professor Salvatore De Salvo (11) 3062-6718 – mdsalvo@attglobal.net, o anel protetor de MU. Repasso aos amigos minha experiência: após receber o anel nunca mais o tirei do dedo; embora ás vezes ele desapareça sem explicação e retorne – quando as coisas começam a ficar “pretas” o anel preteja; quando cuido melhor do meu pensar; sentir; agir; ele volta a tornar-se prata brilhante – para mim ele se tornou um indicador de necessidade de reavaliar minhas posturas e os retornos energéticos correspondentes.
• Recomendo que os interessados busquem ajuda em todos os reinos da natureza; na alquimia; na religiosidade; enfim em todos os lugares disponíveis; para que nos coloquemos a salvo; primeiro de nós mesmos e depois uns dos outros – da obesidade dos desejos e das ambições desmedidas; ainda que simples e ridiculamente pequenas.

Dica: Repita para si mesmo ao se pegar cobiçando o que pertence a outrem: O que é meu é meu! – O que é seu é seu! – Não desejo nada que não me pertence!

Permitamos que cada um fique com suas alegrias, dores, tristezas, riquezas ou necessidades…

Caso o amigo se sinta imune á doença do olho gordo; ainda é uma criatura muito perigosa tanto para si quanto para os outros.

Não há doença pior do que a cobiça e a inveja anestesiadas pelas desculpas e justificativas de normalidade.

Quanto ao uso da NET na prevenção do vampirismo zoiúdo:

A qualidade do nosso futuro não depende apenas de tecnologia; Mas; do uso que se faça dela.

Américo Canhoto: Clínico Geral, médico de famílias há 30 anos. Pesquisador de saúde holística. Usa a Homeopatia e os florais de Bach. Escritor de assuntos temáticos: saúde – educação – espiritualidade. Palestrante e condutor de workshops. Coordenador do grupo ecumênico “Mãos estendidas” de SBC. Projeto voltado para o atendimento de pessoas vítimas do estresse crônico portadoras de ansiedade e medo que conduz a: depressão, angústia crônica e pânico.

* Colaboração de Américo Canhoto para o EcoDebate, 27/03/2010

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta utilizar o formulário abaixo. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Participe do grupo Boletim diário EcoDebate
E-mail:
Visitar este grupo

5 comentários em “Dieta para ‘olho gordo’: vacina para ‘vampiro zoiúdo’, artigo de Américo Canhoto

  1. não consegui acessar o comentário do amigo.

    Confesso que deixo muito a desejar nesta nova Era.

    Mas, obrigado por ter lido com atençao.

    Paz e luz.

Comentários encerrados.

Top