Síntese das ações e debates no Klimaforum09, Copenhague

[Por Priscila Salvino*, do Klimaforum 09, Copenhague, para o EcoDebate] O Klimaforum09, evento que ocorreu paralelamente a COP15 em Copenhague, foi organizado para as pessoas comuns. Ao contrario da COP15, no Klimaforum09, os seus frequentadores estavam ali por compartilharem os mesmos ideais, dividir experiências e encontrar soluções construtivas para a crise das mudanças climáticas. Ao final, um relatório será entregue à COP 15.

O Klimaforum09 foi elaborado com o objetivo de ser um espaço aberto, pensante, intenso, vivo. Foi baseado na crença de que a luta contra mudanças climáticas requer mais que tecnologias e sim, novas formas de pensamento, novos valores culturais, novas formas de organizar a sociedade. O fórum representou a união, diferentemente da COP 15, onde somente as divergencias se sobressairam.

Durante a sua existência, ocorreram mais de 150 debates, palestras, workshops, alem de exposições nas suas diversas salas, discussões, mesas redondas, filmes, musica e deliciosa comida orgânica local. Definitivamente, pode ser considerado o maior evento aberto do planeta dedicado`a mudanças climáticas. O Klimaforum09 não e uma organização e sim a representação de todas as organizações, movimentos sociais, cidadãos, cientistas, comunidades, artistas, escritores, ativistas e curiosos, enfim todos aqueles comprometidos com a crise climática. E vale ressaltar, o nível altíssimo de seus palestrantes, sem desconsiderar o debate promovido por diversas organizações sociais de diferentes paises, mas passaram por lá Naomi Klein (em seu discurso de abertura ressaltou que o Bella Center era o maior exemplo de desastre do capitalismo), Vendana Shiva, o Presidente Nasheed das ilhas Maldivas, Tim Jackson, Marina Silva (que durante seu discurso foi intensamente aplaudida), Nnimmo Bassey, George Mombiot entre muitos outros ambientalistas.

Os temas abordados foram abrangentes, inteligentes e interdisciplinares, tratando de questões indígenas, florestas, consumo, capitalismo, carbono zero, transporte, a destruição da floresta amazônica, justiça, democracia, direitos humanos, movimentos populares, desenvolvimento sustentável, energia, pobreza, o consumo de carne, o papel da mulher, o mercado de carbono, segurança alimentar, biocomumbustível, ética, educação e REDD. Temas estes, apresentados sob diferentes perspectivas e cenários.

Um dos pontos altos do Klimaforum09 foi a Marcha de 12/12. O fórum se tornou o ponto de encontro para todos aqueles que participaram da maior ação de mobilização internacional. Tal demonstração contou com mais de 100.000 pessoas de todos os cantos do mundo e 530 organizações de 67 paises, além  dos próprios cidadãos de Copenhague que aderiram a marcha.

Acredito que o Klimaforum09 provou, através de suas ações (depois de duas semanas, o fórum passou a ter vida própria) que a discussão não e mais climática, mas sim, sobre a própria existência humana. Foi evidenciado, como os nossos hábitos afetam o planeta em que vivemos em todas as esferas, de tal maneira que seres humanos estão morrendo e ecossistemas desaparecendo. Nenhuma novidade até então, contudo, o modo em que estas questões foram abordadas e discutidas foi inovativo, abrangente, multicultural e participativo. Os delegados da COP 15 deveriam dividir experiências com os participantes do KlimaForum09. Certamente, o KlimaForum09 foi muito mais construtivo do que a COP 15.

A verdade é que não existe uma solução global para mudanças climáticas e as ações contra essa crise começam dentro de casa. Cada um de nós pode contribuir com a sua parte. A mudança depende, também, de todos nós e não tão somente de decisões políticas. Entretanto, o KlimaForum09 demonstrou, felizmente (e diferentemente da COP 15), que muitas pessoas estão dispostas a mudar, a quebrar o paradigma. Outrora, ainda ouvíamos dizer que devemos construir um mundo melhor para nossos filhos. Contudo, chegamos ao limite em que nossos filhos não podem mais esperar. Salve o Clima, Salve o Homem. Esta era a frase escrita em muitos cartazes que circularam pelas ruas de Copenhague. Entenda-se ai, um Homem integrado com o Ambiente em que vive, respeitando todos os seres vivos do planeta Terra.

O KlimaForum09 foi um exemplo de solidariedade. Aquele amigo que te abraçou e te amparou, te iluminou com um facho de esperança. Exatamente o oposto do que se viu na COP 15. Nossos representantes políticos precisam freqüentar mais eventos como este, pois quem sabe assim, eles aprendem a serem mais humanos, dignos, solidários e comprometidos com suas obrigações.
Obrigado a todos que fizeram desse fórum um dos maiores eventos construtivos do planeta. O debate, a troca de idéias sob diferentes pontos de vista, a circulação de informação são essenciais para o fortalecimento dos cidadãos e dos movimentos sociais. E como salientou o Presidente Nasheed das ilhas Maldivas, “somente os movimentos sociais tem o poder de salvar o planeta”.

*Priscila Salvino, advogada, gestora ambiental e ativista do Friends of the Earth, Londres. priscilasa{at}hotmail.co.uk

EcoDebate, 19/12/2009

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta utilizar o formulário abaixo. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

Participe do grupo Boletim diário EcoDebate
E-mail:
Visitar este grupo

Comentários encerrados.

Top