Compêndio de Indicadores: O Futuro em nossas mãos, artigo de Carol Salsa

[EcoDebate] Se nos fosse dada possibilidade de escolha para viver num país quais valores levaríamos em consideração?

Para facilitar a reflexão quanto ao que os indicadores mensuram mostramos a seguir um Quadro Resumo de indicadores de acordo com critérios pré-estabelecidos.

Critérios adotados:

  1. Índice de Qualidade de Vida – IQV

PIB per capita, expectativa de vida, estabilidade política, taxa de divórcios, assiduidade em igrejas e sindicatos, desemprego, liberdades civis, igualdade entre sexos, clima e geografia.

  1. Índice de Desenvolvimento Humano – IDH

Expectativa de vida, taxa de alfabetização e Produto Interno Bruto (PIB) per capita.

  1. Ranking Mundial de Felicidade – (denominamos RMF)

Apreciação subjetiva da vida – numa escala de 0 a 1 quanto as pessoas se sentem

Felizes. 1º Colômbia – Média de felicidade: 8,1 – Número de anos vividos: 57

  1. Ranking da desigualdade de renda (Índice Gini, 2004).

O número 100 estabelece que a proximidade a ele reflita maior desigualdade na distribuição de renda. 1º Namíbia – Índice Gini 70,7; 10% mais ricos detêm 64,7% renda;10% mais pobres detêm 0,5% da renda

5- PIB (2004)

Renda ganha dentro de um dado país.

QUADRO RESUMO DOS INDICADORES DE QUALIDADE DE VIDA-2004

Ranking PIB IQV IDH RMF GINI
EUA Irlanda Noruega Colômbia Namíbia
Japão Suíça Suécia Dinamarca Lesoto
Alemanha Noruega Austrália Malta Botsuana
Reino Unido Luxemburgo Canadá Suiça Serra Leoa
França Suécia Holanda Islândia República

CentroAfricana

Itália Austrália Bélgica Irlanda Suazilândia
China Islândia Islândia Gana África do Sul
Espanha Itália EUA Canadá Brasil
Canadá Dinamarca Japão Guatemala Colômbia
10º México Espanha Irlanda Luxemburgo Chile
11º Índia Holanda
12º Brasil Suécia
13º Coréia Brasil
14º Holanda
24º Brasil
39º Brasil
39º
72º Brasil

Elaboração própria.

Limitações do PIB

Fonte: Redefinição da Renda e Riqueza – Prof. Rogério César P. de Araújo

Negligencia a depreciação do capital natural. A depreciação é computada apenas para o capital manufaturado;

PIL-PIB – Depreciação do Capital Físico

A depreciação do capital natural ao ser subtraído do PIB levaria em conta a exaustão e degradação dos recursos naturas renováveis e não renováveis;

Esta abordagem torna-se difícil na prática devido a necessidade de colocar valor na variação da qualidade de atributos ambientais (Valoração Econômica Ambiental)

Redefinição do PIB deve computar

  1. Ajuste do PIB para a exaustão dos recursos naturais
  2. Contabilidade do capital natural
  3. Produto nacional verde ou PIB Verde

Produto Interno Líquido (PIL) Ajustado Ambientalmente

Environmentally-adjusted net domestic product (EDP)

EDP = PIL – depreciação do capital manufaturado – depreciação do capital natural

Uma proposta para inclusão de atividades não monetárias corresponde à mensuração do bem-estar humano que deve levar em consideração o escopo inteiro da esfera humana que está ausente na avaliação acima descrita.

Poupança Genuína

Mensura quanto um país está poupando para o futuro ( transferência intergeracional ou herança );

Baseia-se nas taxas de poupança nacional líquida (PNL)

PNL= Poupança Interna Total-depreciação do capital manufaturado

Poupança Genuína (S*):

S* = poupança interna bruta que depende da depreciação do capital manufaturado, despesas educacionais, exaustão dos recursos naturais e danos de poluição.

Quanto maior S*, em termos de % PIB, maior será a poupança de um país transferida para o futuro.

Uma medida Econômica de Bem-estar (MEB) propõe a modificação do PIB padrão e a incorporação do trabalho familiar não remunerado e as “desamenidades urbanas”

(congestionamento e poluição).

Riqueza Nacional

O Banco Mundial expandiu a mensuração da riqueza nacional para incluir o capital humano e natural.

Segundo o Prof. Rogério César (PRODEMA), entre todas as nações, os recursos humanos são a maior parcela de riqueza – responsável por 60% da riqueza total.

Vamos acompanhar como são computadas as Despesas Defensivas na Alemanha

Categoria de Despesas Defensivas Percentual do PIB
Serviços de proteção Ambiental da Indústria e Governo 1,33
Danos Ambientais 0,80
Custos de Acidentes de Carro 1,10
Custos de Rotas de Viagem Estendidas 2,20
Custos Adicionais de Moradia devido à Aglomeração Urbana 0,75
Custos de Previdência Privada 1,26
Custos de Cuidados Defensivos de Saúde 2,60
TOTAL 10,24

Fonte: Leipert,1989:41.

Os conceitos e números necessários para se estabelecer uma metodologia estão caminhando para valores num espectro maior de probabilidades atribuídas aos aspectos sociais, econômicos e ambientais.

Mãos a massa!

Fontes:

http://www.compendiosustentabilidade.com.br/compendiodeindicadores/introducao/default.asp?paginaID=25&0

http://super.abril.com.br/superarquivo/2005

Capítulo V- Redefinição da Renda e Riqueza – PRODEMA- Prof. Rogério César P. de Araújo/ Janeiro/2008

Redefinição da Renda e Riqueza: http://www.neema.ufc.br/Nivel5_Slides.ppt
PRODEMA   Janeiro 2008

Carol Salsa, colaboradora e articulista do EcoDebate é engenheira civil, pós-graduada em Mecânica dos Solos pela COPPE/UFRJ, Gestão Ambiental e Ecologia pela UFMG, Educação Ambiental pela FUBRA, Analista Ambiental concursada da FEAM.

EcoDebate, 30/10/2009

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta utilizar o formulário abaixo. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

</td/>
Participe do grupo Boletim diário EcoDebate
E-mail:
Visitar este grupo

Comentários encerrados.

Top