PF prende mais de 70 pessoas por tráfico internacional de animais

 tráfico de animais

A Polícia Federal prendeu ontem (11), no Rio, 72 pessoas, incluindo um estrangeiro, na Operação Oxóssi. Eles são ouvidos na superintendência da PF, no centro. Nos próximos dois dias, os agentes pretendem cumprir mais 26 mandados de prisão no estado. O objetivo da operação é desarticular uma rede de tráfico internacional de animais.

A operação mobiliza cerca de 450 agentes, que cumprem 102 mandados de prisão e 140 de busca e apreensão em oito estados, além do Rio.

De acordo com o Ministério Público Federal, a operação partiu de investigações sobre uma feira popular em Duque de Caxias, Baixada Fluminense, apontada com um dos principais pontos de venda de animais silvestres no país. Os bichos também eram traficados para Portugal, Suécia e República Tcheca, onde também há procurados.

O delegado Alexandre Saraiva, responsável pelo caso, afirma que a operação prendeu caçadores, receptadores e comerciantes, que revendiam periquitos, papagaios, araras azuis, macacos e pequenos répteis. Grande parte, proveniente do Parque Nacional da Bocaina, em Paraty, Sul Fluminense, e da Reserva do Tinguá, em Nova Iguaçu, na baixada.

Segundo o MPF, grande parte dos suspeitos já cometeu crimes ambientais, sendo que alguns foram presos em flagrante. Eles devem responder por caça ilegal, com o agravante de que os animais, alguns em risco de extinção, foram retirados de áreas de conservação. Os envolvidos no esquema também podem ser acusados por maus-tratos, receptação e formação de quadrilha.

Matéria de Isabela Vieira, da Agência Brasil, publicada pelo EcoDebate, 12/03/2009.

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

Top