Governo publica nova portaria sobre trabalho escravo e volta a adotar critérios já estabelecidos internacionalmente

  ABr O Ministério do Trabalho publicou nesta sexta-feira (29) portaria que revê pontos polêmicos relativos à fiscalização e divulgação de empresas cuja atividade faz uso de trabalho em condições análogas à escravidão. Em outubro, o governo federal publicou outra portaria que alterava as regras para flagrante e a publicação da lista de empresas que teriam cometido essa prática. Na ocasião, o documento recebeu críticas de entidades nacionais e internacionais, que argumentavam

Pnad Contínua: 24,8 milhões das pessoas de 14 a 29 anos não frequentam escolas no país

  ABr   A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) 2016 divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estima que 24,8 milhões das pessoas de 14 a 29 anos de idade não frequentavam escola, cursos pré-vestibular, técnico de nível médio ou de qualificação profissional no ano passado. As razões mais frequentes para não estarem estudando foram por motivo de trabalho, seja porque trabalhava, estava procurando trabalho ou conseguiu trabalho

Top