EcoDebate: Índice da edição nº 3.339, de 10/12/2019

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   A atração pela liberdade, artigo de Montserrat Martins Os contaminantes emergentes - o que os olhos não veem e o corpo todo pode sentir, artigo de Augusto Lima da Silveira Comunidades reagem e discutem sobre mudanças climáticas após eventos climáticos extremos Pesquisadores avaliam os efeitos diretos e indiretos do crescimento urbano na perda de biodiversidade COP25: Número recorde de investidores pede mais ambição climática dos governos em Madri Dinamarca adota lei

A atração pela liberdade, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] O número geral de casamentos caiu 1,6% no país em 2018, mas aumentou em 61,7% no mesmo ano entre pessoas do mesmo sexo. Os dois casos tem um ponto em comum, a quebra das tradições mais antigas. Décadas atrás, era praticamente “obrigatório” se casar, para não ser mal visto pela sociedade, enquanto por outro lado o casamento homoafetivo não era admitido. A dupla liberdade dos tempos de agora é que

Os contaminantes emergentes – o que os olhos não veem e o corpo todo pode sentir, artigo de Augusto Lima da Silveira

    [EcoDebate] Vivemos um momento bastante desafiador para as questões ambientais. Atualmente extraímos matérias-primas, processamos, consumimos e descartamos em velocidade cada vez maior, de maneira que a poluição já faz parte do nosso dia a dia. A maior parte dessa poluição chega aos nossos rios e reservatórios, comprometendo a disponibilidade desses recursos essenciais à nossa sobrevivência. Recursos hídricos repletos de lixo costumam fazer parte do cenário de grandes centros urbanos. Essa situação

Comunidades reagem e discutem sobre mudanças climáticas após eventos climáticos extremos

    Afiliações políticas, presença de organizações ambientais locais e cobertura prévia da mídia local sobre mudanças climáticas desempenham um papel na maneira como uma comunidade reage a um evento climático extremo, conclui um artigo publicado na Nature Climate Change. Oregon State University* School of Public Policy in the College of Liberal Arts "Eventos climáticos extremos, como um incêndio catastrófico, uma inundação de 500 anos ou uma onda de calor recorde podem resultar em alguma

Pesquisadores avaliam os efeitos diretos e indiretos do crescimento urbano na perda de biodiversidade

  Em um mundo em rápida urbanização, a conversão de habitats naturais em áreas urbanas leva a uma perda significativa de biodiversidade nas cidades. No entanto, esses efeitos diretos do crescimento urbano parecem ser muito menores que os indiretos fora das cidades, como a liberação urbana de gases de efeito estufa que causa mudanças climáticas globalmente ou a crescente demanda por alimentos e recursos nas cidades que levam à mudança no uso

COP25: Número recorde de investidores pede mais ambição climática dos governos em Madri

Grupo reúne número recorde de investidores, com ativos com valor acima de US$ 37 trilhões, para pedir aos governos que abandonem o carvão, precifiquem o carbono, acabem com os subsídios aos combustíveis fósseis e fortaleçam as contribuições nacionalmente determinadas (NDC) para o Acordo de Paris. Uma declaração de 631 investidores internacionais, que administram mais de US$ 37 trilhões em ativos, pede aos governos que intensifiquem os esforços para enfrentar a crise

Dinamarca adota lei climática para reduzir as emissões em 70% até 2030

    Nova lei vincula a Dinamarca ao processo climático internacional, incluindo financiamento climático para países em desenvolvimento Por Jocelyn Timperley* ** O parlamento da Dinamarca adotou uma nova lei climática na sexta-feira, comprometendo-se a atingir 70% abaixo de suas emissões de 1990 nos próximos onze anos. A lei visa a neutralidade do carbono até 2050 e inclui um sistema de monitoramento robusto. Novas metas juridicamente vinculativas serão estabelecidas a cada cinco anos, com uma

Whatsapp é principal fonte de informação para 79% dos brasileiros, diz pesquisa

    ABr Uma pesquisa realizada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado mostrou o Whatsapp como principal fonte de informação dos entrevistados: 79% disseram receber notícias sempre pela rede social. O ambiente possui mais de 136 milhões de usuários no Brasil, sendo a plataforma mais popular juntamente com o Facebook. Depois do Whatsapp, outras fontes foram citadas, misturando redes sociais e veículos tradicionais na lista dos locais onde os brasileiros buscam se atualizar. Apareceram

Top