EcoDebate: Índice da edição nº 3.223, de 17/06/2019

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   A revisão 2019 das projeções populacionais da ONU para o século XXI, artigo de José Eustáquio Diniz Alves O Ocaso da Política Ambiental brasileira, artigo de Cristiana Losekann Os macacos da América do Sul são altamente vulneráveis às mudanças climáticas e enfrentam um 'risco elevado de extinção' A queda dos custos de energia renovável abre caminho para uma maior ambição climática Combustíveis fósseis ganharam R$ 85 bilhões em subsídios do

A revisão 2019 das projeções populacionais da ONU para o século XXI, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  [EcoDebate] A Divisão de População da ONU disponibilizou, no dia 17 de junho de 2019, as novas projeções populacionais para todos os países, para as regiões e para o total mundial. A população mundial para 2019 foi estimada em 7,70 bilhões, devendo chegar a 7,79 bilhões em 2020 e a 8 bilhões de habitantes em 2023. Em decorrência das incertezas sobre o futuro, as projeções são apresentadas em três cenários,

O Ocaso da Política Ambiental brasileira, artigo de Cristiana Losekann

IHU "Para compreender na conjuntura atual o que está em risco na política ambiental brasileira é preciso recuperar um pouco da trajetória dessa política ao longo da história do Brasil. Eu farei essa retomada chamando atenção para o ponto que eu penso que seja o cerne das atuais propostas de mudanças e que é também aquele que caracteriza de forma marcante a política ambiental brasileira", escreve Cristiana Losekann, cientista política. Eis o artigo. Na contramão do

Os macacos da América do Sul são altamente vulneráveis às mudanças climáticas e enfrentam um ‘risco elevado de extinção’

  A pesquisa , envolvendo uma equipe internacional de cientistas, descobriu que uma grande porcentagem de primatas não-humanos - incluindo macacos, lêmures e macacos - está enfrentando aumentos substanciais de temperatura e mudanças marcantes de habitat nos próximos 30 anos University of Stirling*. A equipe, liderada pela Dra. Joana Carvalho, da Faculdade de Ciências Naturais de Stirling , concluiu que os macacos das Américas - que vivem principalmente na América do Sul tropical

A queda dos custos de energia renovável abre caminho para uma maior ambição climática

  Novo relatório da IRENA sobre custos para energia renovável reafirma as energias renováveis ​​como solução de baixo custo para impulsionar a ação climática global     A energia renovável já é a fonte de eletricidade mais barata em muitas partes do mundo atualmente, segundo o último relatório da Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA). O relatório contribui para a discussão internacional sobre o aumento da ação climática em todo o mundo, antes da

Combustíveis fósseis ganharam R$ 85 bilhões em subsídios do governo federal no ano de 2018

    # Inesc lança hoje (17), em Brasília, estudo sobre o valor concedido pelo governo aos setores de petróleo, gás e carvão, por meio de isenção de impostos, regimes especiais de tributação e até verba garantida no Orçamento; # Órgão questiona se há necessidade de tantos incentivos, pede transparência no nome das empresas beneficiadas e alerta que alguns campos de petróleo já seriam rentáveis sem os subsídios. O governo federal concedeu R$ 85

Em manifesto, organizações pedem o fim do financiamento de programas ‘policialescos’, históricos violadores de direitos humanos

    Conhecidos do público brasileiro, os chamados programas ‘policialescos’, veiculados pelo rádio ou pela televisão, são quase exclusivamente dedicados a narrar violências e criminalidades de modo sensacionalista, espetacularizando casos de violência urbana, em formato pretensamente jornalístico, com forte apelo popular. Ao se valer de sensacionalismo e violência, tais programas violam sistematicamente inúmeros direitos humanos, se aproveitam da exposição indevida da imagem de vítimas e acusados, da promoção do racismo, do machismo e

Top