EcoDebate: Índice da edição nº 3.139, 2019 [de 31/01/2019]

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394 Informações, notícias e artigos sobre temas socioambientais   Porque preferir alimentação natural, artigo de Roberto Naime Brumadinho é Velho Chico, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) Brasil registra, em média, mais de três acidentes em barragens por ano Órgãos ambientais relatam que a Samarco pagou menos de 7% das multas ambientais após Mariana Estudo revela que mais da metade das jovens brasileiras têm medo de assédio Publicação da Embrapa apresenta perguntas e respostas sobre

Porque preferir alimentação natural, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Existe antigo axioma popular que manifesta “se o alimento é puro, a mente também será pura, e se a mente é pura, o espírito será puro também”. Mas não é só por isso que se deve preferir alimentação natural, esta é apenas uma indicação. Existe o crescimento em todo o mundo do interesse por uma alimentação equilibrada e saudável, mas ainda existe muita confusão a respeito de quais alimentos deve

Brumadinho é Velho Chico, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Brumadinho pertence à vasta bacia hidrográfica do São Francisco (Uma das 12 Regiões Hidrográficas do Brasil, segundo a ANA), desaguando no Paraopeba, que deságua dentro da barragem de Três Marias, a primeira de uma cascata de barragens ao longo do Rio São Francisco. O Brasil criou uma legislação da água com a Lei 9.433/97, tendo como base de planejamento as bacias hidrográficas. A mesma lei criou uma política nacional de

Brasil registra, em média, mais de três acidentes em barragens por ano

  Faltam dados básicos no sistema nacional que orienta as políticas de segurança contra acidentes em barragens como o de Brumadinho Por Bruno Fonseca, Agência Pública   Três quartos das barragens em cadastro nacional não possuem informações básicas Relatórios indicam perigo de novos acidentes em todo o Brasil Em Minas Gerais, há um grande acidente com barragens a cada dois anos   No Brasil, há em média mais de três acidentes com barragens a cada

Órgãos ambientais relatam que a Samarco pagou menos de 7% das multas ambientais após Mariana

  Dados divulgados por órgãos ambientais revelam que a Samarco, três anos após a tragédia de Mariana (MG), pagou R$ 41 milhões das multas que lhe foram aplicadas. O valor corresponde a menos de 7% do que é cobrado. ABr     Na mais nova tragédia, ocorrida na última sexta-feira (25) em Brumadinho (MG), duas multas foram impostas à mineradora Vale, responsável pela Mina Feijão, onde a barragem se rompeu. Uma delas, no valor de R$

Estudo revela que mais da metade das jovens brasileiras têm medo de assédio

  Mais da metade (53%) das brasileiras com idade entre 14 e 21 anos convivem diariamente com o medo de ser assediadas. A informação faz parte de um estudo divulgado ontem (30) pela organização internacional de combate à pobreza ActionAid. De acordo com a entidade, na comparação com o Quênia, a Índia e o Reino Unido, países que também foram pesquisados, as adolescentes brasileiras são as que mais se sentem ameaçadas –

Publicação da Embrapa apresenta perguntas e respostas sobre a criação galinhas caipiras e codornas

  Foto: Eugênia Ribeiro Está disponível para download na página da Embrapa Meio-Norte na internet a publicação “Perguntas e respostas sobre criação de galinhas e codornas na agricultura familiar do Meio-Norte”. O documento apresenta respostas às perguntas mais frequentes ou relevantes encaminhadas à Embrapa Meio-Norte por produtores rurais interessados na criação de galinhas caipiras e codornas. As galinhas e as codornas são criadas em propriedades rurais e também nos arredores das cidades. Os produtos obtidos (carne

EcoDebate: Índice da edição nº 3.138, 2019 [de 30/01/2019]

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394 Informações, notícias e artigos sobre temas socioambientais   Crescimento demoeconômico da Etiópia: a 'China da África'? artigo de José Eustáquio Diniz Alves Passivo ambiental repassado a nova gestão da SEAMA/ES - Quem responde pela omissão da gestão passada? Artigo de Roosevelt Fernandes Cerrado é o bioma brasileiro com maior taxa de desmatamento, diz estudo Projetos minerários não são barrados em Minas, diz conselheira representante da sociedade civil Demanda por energia renovável ultrapassa

Crescimento demoeconômico da Etiópia: a ‘China da África’? artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  [EcoDebate] A Etiópia é o berço do Homo sapiens e dos grãos do café. Atualmente é uma das principais nações da África. A população da Etiópia, em 2018, de 107,5 milhões de habitantes é a segunda maior do continente, ficando atrás somente da Nigéria com 195,9 milhões de habitantes, mas à frente do Egito com 99,4 milhões de habitantes e com cerca do dobro da população da África do Sul

Passivo ambiental repassado a nova gestão da SEAMA/ES – Quem responde pela omissão da gestão passada? Artigo de Roosevelt Fernandes

    A Secretaria de Estado de Meio ambiente e Recursos Hídricos (SEAMA – ES) acaba de passar por um troca de gestores, processo natural decorrente da eleição do novo Governador e das novas indicações de seu secretariado. Este novo grupo de gestores herdou um passivo ambiental deixado pela antiga gestão, produto da omissão frente as necessárias respostas que foram formalizadas (requerimentos protocolizados) junto a presidência dos Conselhos Estadual de Meio Ambiente (CONSEMA)

Cerrado é o bioma brasileiro com maior taxa de desmatamento, diz estudo

  Cerrado - Região possui apenas 7,7% de seu território integrado às áreas públicas de proteção integral, enquanto 45% da superfície original é ocupada por pastagens e cultivos agrícolas     Conhecido como a “savana brasileira”, o Cerrado é o bioma que vem sendo mais impactado pelo desmatamento no País. Cerca de 10 mil km² são devastados na região por ano, o que corresponde a 1 milhão de campos de futebol – área equivalente

Projetos minerários não são barrados em Minas, diz conselheira representante da sociedade civil

  Projetos minerários Representante da sociedade civil na câmara técnica do Conselho Ambiental de Minas, Maria Teresa Corujo foi a única a votar contra ampliação da mina de Feijão, onde ocorreu o rompimento da barragem Por Alice Maciel, Agência Pública   Apenas um projeto minerário foi barrado na câmara técnica do Conselho Estadual de Política Ambiental de Minas Gerais (Copam) em 40 reuniões realizadas entre fevereiro de 2017 e janeiro de 2019, revelou Maria Teresa

Top