Índice da edição nº 2.989, 2018 [de 31/05/2018]

    Alimentação Alternativa, artigo de Roberto Naime Autonomia energética e alimentar é o caminho, artigo de Gilvander Moreira Poluição do ar em São Paulo diminuiu pela metade com greve dos caminhoneiros Fiscalização como resposta para conservação permanente Transposição do Rio São Francisco é um projeto construído a partir de um argumento falacioso. Entrevista com José do Patrocínio Tomaz Albuquerque Pesquisa revela que um quilômetro quadrado desmatado na Amazônia equivale a 27 novos casos de malária No Brasil,

Alimentação Alternativa, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] A alimentação alternativa foi criada para combater a desnutrição, incluindo alimentos de alto valor nutritivo e de custo muito baixo. E que tenham sabor e paladar adaptados à região. A diretriz básica desta alimentação é o princípio da multimistura e da variedade, que aproveitam diversos alimentos que geralmente são desprezados. São os farelos de arroz e de trigo, as folhas verde-escuras de batata-doce, mandioca, taioba, beldroega, a casca de ovo

Autonomia energética e alimentar é o caminho, artigo de Gilvander Moreira

Autonomia energética e alimentar é o caminho Por Gilvander Moreira1 Durante toda a greve dos caminhoneiros, a partir do dia 21 de maio de 2018 no Brasil, que levou ao desabastecimento dos CEASAs, de muitos supermercados e impôs a paralisação da maioria dos automóveis nas garagens, recordei-me o tempo todo, com saudade, de Marcelo Guimarães Mello. Além de ter tido a alegria de conhecê-lo e me tornar seu amigo, aprendi com

Poluição do ar em São Paulo diminuiu pela metade com greve dos caminhoneiros

  Por Maria Fernanda Ziegler | Agência FAPESP     A greve dos caminhoneiros no Brasil resultou em transtornos graves para a população e para os negócios. No entanto, a redução do tráfego, principalmente o de caminhões, constituiu ambiente raro para avaliar índices e efeitos da poluição do ar na capital paulista. Os resultados são impressionantes: em sete dias de greve as emissões em São Paulo caíram pela metade em duas estações – Ibirapuera e

Fiscalização como resposta para conservação permanente

    Ocupando a chefia da Reserva Biológica Atol das Rocas há 23 anos, Maurizélia Brito afirma que o monitoramento contínuo é o que garante a preservação do local até hoje O controle ininterrupto na Reserva Biológica (REBIO) Atol das Rocas, no Rio Grande do Norte, desde 1991, mostra que é possível cumprir o principal propósito de criação de uma área como essa, que é a proteção integral do ecossistema. À frente da

Transposição do Rio São Francisco é um projeto construído a partir de um argumento falacioso. Entrevista com José do Patrocínio Tomaz Albuquerque

  Por Patricia Fachin, IHU Apesar de o projeto de transposição do Rio São Francisco ter sido justificado por “uma situação de exaustão dos recursos hídricos nas bacias receptoras, os quais já não seriam mais suficientes para o atendimento das demandas humanas, urbanas e rurais”, esse argumento foi uma “falácia”, diz o geólogo José do Patrocínio Tomaz Albuquerque à IHU On-Line. Na entrevista a seguir, concedida por e-mail, Patrocínio explica que os sistemas de abastecimento das cidades da região semiárida nordestina “entram

Pesquisa revela que um quilômetro quadrado desmatado na Amazônia equivale a 27 novos casos de malária

  Por Júlio Bernardes, do Jornal da USP Pesquisa buscou demonstrar a correlação entre incidência de malária e o padrão de fragmentação da mata nativa causado pela criação de assentamentos rurais e extração de produtos da floresta.  Cada quilômetro quadrado de floresta tropical nativa derrubado na Amazônia está associado a 27 novos casos de malária por ano, no período entre 2009 e 2015, revela pesquisa da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP.

No Brasil, apenas 3,6% dos alunos da rede pública concluem o fundamental com habilidades avançadas de leitura

  ONU Taxa foi identificada pela UNESCO a partir dos resultados da Prova Brasil de 2013. Quando avaliado o desempenho em matemática, esse índice caía para 1,3%. Dados são de pesquisa que alerta também para desigualdades de cor e gênero no acesso ao aprendizado. Relatório foi tema de seminário que reuniu cerca de 150 professores e especialistas de secretarias estaduais em Brasília , no dia 23 de maio. Foto: EBC Em 2013, apenas 3,6% dos

Índice da edição nº 2.988, 2018 [de 30/05/2018]

    O fim fóssil do pacto político e econômico da Nova República, artigo de José Eustáquio Diniz Alves As boas coisas da paralisação dos caminhoneiros, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) 'PL do Veneno': Projeto de Lei que altera lei dos agrotóxicos desconsidera impactos na saúde e meio ambiente Exploração de petróleo e gás na Foz do Amazonas: estudos ambientais apresentados são insuficientes, conclui Parecer Técnico do Ibama Cotas foram revolução silenciosa no Brasil e que

O fim fóssil do pacto político e econômico da Nova República, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Todas as pessoas reconhecem o direito de revolução, isto é, o direito de recusar lealdade ao governo, e opor-lhe resistência, quando sua tirania ou sua ineficiência tornam-se insuportáveis” Henry Thoreau (Desobediência Civil, 1849)     [EcoDebate] A Nova República (1985-2018) morreu. Ou melhor, o pacto político e econômico da Nova República está em coma irreversível, quase sem atividade cerebral e só continua respirando graças aos aparelhos (políticos partidários e corporativistas) e à inércia da sociedade civil

As boas coisas da paralisação dos caminhoneiros, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    A cidade está um silêncio. As ruas estão desertas, bicicleteiros e pedestres podem andar à vontade. O ar está limpo. Não há ruídos para perturbar nossos ouvidos Não há gás na cidade, muita gente cozinhando com churrasqueira, panela elétrica, fogão solar. Não há postos com gasolina e os carros estão nas garagens. Começa faltar de tudo nos mercados e supermercados, mas os hortigranjeiros que vem do interior estão passando em nossas portas, também galinha caipira, bode

‘PL do Veneno’: Projeto de Lei que altera lei dos agrotóxicos desconsidera impactos na saúde e meio ambiente

  Por Valéria Vasconcelos Padrão (Fiocruz Brasília) O Projeto de Lei 6299/2002, mais conhecido como “PL do Veneno”, que propõe flexibilizar o uso e registro dos agrotóxicos no país, desconsidera todo e qualquer impacto na saúde, no meio ambiente e na economia. A observação perpassou os depoimentos de todos os seis especialistas que participaram, na última quarta-feira (23/5), da Audiência Pública para debater os impactos dos agrotóxicos na cidade, promovida pela Comissão

Exploração de petróleo e gás na Foz do Amazonas: estudos ambientais apresentados são insuficientes, conclui Parecer Técnico do Ibama

    Ibama Parecer Técnico do Ibama (n° 72/2018-COEX/CGMAC/DILIC) concluiu que o Estudo Ambiental de Caráter Regional da Bacia da Foz do Amazonas, elaborado pelas empresas Total, BP e Queiroz Galvão, apresenta “lacunas e incongruências que inviabilizam a sua aprovação”. Segundo o documento, são necessárias informações e esclarecimentos dos empreendedores sobre os meios físico e biótico. Em outro Parecer Técnico, n° 73/2018-COEXP/CGMAC/DILIC, o corpo técnico do Instituto concluiu que pendências e incertezas identificadas no

Cotas foram revolução silenciosa no Brasil e que beneficiam toda a sociedade, afirma especialista

  ABr A chance de ter um diploma de graduação aumentou quase quatro vezes para a população negra nas últimas décadas no Brasil. Depois de mais de 15 anos desde as primeiras experiências de ações afirmativas no ensino superior, o percentual de pretos e pardos que concluíram a graduação cresceu de 2,2%, em 2000, para 9,3% em 2017. Apesar do crescimento, os negros ainda não alcançaram o índice de brancos diplomados. Entre a

Menos de 7% das terras reconhecidas como pertencentes a povos remanescentes de quilombos estão regularizadas no Brasil

  ABr Menos de 7% das terras reconhecidas como pertencentes a povos remanescentes de quilombos estão regularizadas no Brasil. Nos últimos 15 anos, 206 áreas quilombolas com cerca de 13 mil famílias foram tituladas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), órgão que executa a titulação das terras já identificadas e reconhecidas. Desde 1988, o Estado já reconheceu oficialmente cerca de 3,2 mil comunidades quilombolas. Quase 80% delas foi identificada a

SOB A PATA DO BOI: Documentário revela como opera a cadeia da pecuária na Amazônia

  Documentário revela como opera a cadeia da pecuária na Amazônia, principal vetor de desmatamento da maior floresta tropical do mundo Filme estreia em São Paulo 31/05, em Belém 04/06, no Rio de Janeiro 07/06 e estará disponível em plataformas digitais a partir do segundo semestre de 2018     A Amazônia tem hoje 85 milhões de cabeças de gado, três para cada habitante humano. Na década de 1970, o rebanho era um décimo desse

Índice da edição nº 2.987, 2018 [de 28/05/2018]

    População, desenvolvimento e degradação ambiental no Brasil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Caminho do Mar: o filme do rio Paraíba do Sul, por Juliana de Carvalho e Guilherme Souza Aquecimento Global: Riachos podem emitir mais dióxido de carbono em um clima mais quente Sociedades científicas endossam manifesto da SBPC contra Projeto que altera lei dos agrotóxicos Justiça Federal determina medidas para conter chorume do Aterro de Gramacho na Baía de Guanabara Embrapa lança coleção

População, desenvolvimento e degradação ambiental no Brasil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Amor como princípio e ordem como base; o progresso como meta” Augusto Comte (1798-1857)     [EcoDebate] O Brasil já nasceu grande em termos de extensão territorial, mas ainda era uma economia pequena no século XIX. Com o fim da escravidão (1888) e a Proclamação da República (1889) o país redirecionou o seu sistema produtivo para a busca do desenvolvimento nacional e, progressivamente, para o fortalecimento do mercado interno. O lema “Ordem e Progresso” foi

Caminho do Mar: o filme do rio Paraíba do Sul, por Juliana de Carvalho e Guilherme Souza

[EcoDebate]Foi fazendo a edição de um livro sobre os cursos hídricos da cidade do Rio de Janeiro que me deparei com a história da transposição do rio Paraíba do Sul para abastecer de água a cidade. Parece estranho, mas essa é uma informação que a maioria dos cariocas desconhece, ou não entende a importância e o perigo do fato. Diante da minha ignorância e surpresa, pensei: isso vale um filme.

Aquecimento Global: Riachos podem emitir mais dióxido de carbono em um clima mais quente

[EcoDebate]     Riachos e rios podem bombear dióxido de carbono para o ar a taxas crescentes se continuarem aquecendo, potencialmente aumentando os efeitos do aquecimento global, mostrou uma nova análise mundial. Para chegar a essa conclusão, uma equipe de pesquisa internacional conduziu o primeiro estudo em escala continental dos fluxos de carbono para dentro e para fora dos córregos em seis grandes zonas climáticas. Eles coletaram dados em bacias hidrográficas de Porto Rico,

Top