Índice da edição nº 2.810, 2017 [de 11/08/17]

    Estimativa da população da Índia e cenários de projeção: 1950-2100, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Análises geoquímicas temporais como método de monitoramento de parâmetros ambientais, artigo de Carlos Augusto de Medeiros Filho As diferentes facetas do retrato da violência no campo em Mato Grosso, por Sucena Shkrada Resk Complexo hidrelétrico de Teles Pires - entre atropelos e irregularidades, povos indígenas são alijados Ministro das Cidades anuncia para breve portaria

Estimativa da população da Índia e cenários de projeção: 1950-2100, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A Índia, que já teve a civilização mais avançada do mundo, vai comemorar os 70 anos da independência do jugo britânico no próximo dia 15 de agosto. O país que possui, atualmente, a segunda maior população do mundo (só perde para a China) e caminha para ser a nação mais populosa do globo a partir da próxima década. A Índia tinha uma população de 376 milhões de habitantes em 1950

Análises geoquímicas temporais como método de monitoramento de parâmetros ambientais, artigo de Carlos Augusto de Medeiros Filho

  [EcoDebate] O grande crescimento populacional tem diretamente impactado a cobertura e o uso da terra e tem também modificado o ciclo biogeoquímico de muitos elementos, tanto na região urbana como na zona rural, em materiais como solo, sedimentos de corrente, poeira atmosférica e água superficial e subterrânea. Estudos sobre contaminação por metais potencialmente nocivos têm sido conduzidos em muitas partes do mundo, tanto em países desenvolvidos, como em desenvolvimento. As medições

As diferentes facetas do retrato da violência no campo em Mato Grosso, por Sucena Shkrada Resk

  Por Sucena Shkrada Resk, para o Formad A rota da violência no campo no estado de Mato Grosso entre 1985 e abril de 2017, transita do trabalho escravo a vítimas fatais. Resultou em 136 mortes, em 46 dos 141 municípios, e 87 tentativas de assassinato, como destaca levantamento feito pela Comissão da Pastoral da Terra (CPT). Entre as vítimas, estão principalmente camponeses, posseiros, assentados, lideranças religiosas e sindicais, indígenas e quilombolas.

Complexo hidrelétrico de Teles Pires – entre atropelos e irregularidades, povos indígenas são alijados

  Complexo hidrelétrico de Teles Pires - entre atropelos e irregularidades, povos indígenas são alijados. Entrevista especial com João Paulo Soares de Andrade e Karla Dilascio IHU “Imagina alguém entrando na sua casa, sentando no seu sofá, comendo da sua comida, sem nem mesmo te conhecer ou te pedir permissão, ou te dar abertura para dizer não. É assim que as usinas entram na vida dos povos indígenas: sem bater na porta, ocupam todo

Ministro das Cidades anuncia para breve portaria sobre energia solar em imóveis populares

  ABr   O ministro das Cidades, Bruno Araújo, informou ontem (10) que será lançada em breve a portaria que prevê a instalação de energia solar nos imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida. Na tarde desta quinta-feira, o ministro recebeu o resultado de um estudo para a implementação da energia solar nos empreendimentos do programa habitacional. “Com esse estudo apresentado hoje, vamos trabalhar esta sexta-feira, segunda-feira e terça-feira, para transformar esse trabalho em

Desenvolvimento Insustentável: Por que as nações podem perder muito dinheiro em grandes projetos?

    Caros colegas, Este breve vídeo ilustra o surpreendente "Paradox of Plenty" - também conhecido como "doença holandesa" - o fenômeno estranhamente contra-intuitivo em que os países em desenvolvimento podem tornar-se ainda mais empobrecidos e economicamente vulneráveis quando exploram agressivamente seus recursos naturais: https://www.youtube.com/watch?v=JWQxOq4aMUU     A mensagem neste vídeo tem implicações importantes para a promoção da sustentabilidade ambiental, econômica e social, em um mundo em desenvolvimento a um ritmo vertiginoso. Para ver outros vídeos promovendo

Soltura de policiais acusados pelo massacre de trabalhadores rurais em Pau D’Arco cria clima de pavor no Pará

    “Por onde passei, tendo tudo em lei, plantei o nada.” (D. Pedro Casaldáliga, Confissões do latifúndio)   A Comissão Pastoral da Terra (CPT), através de sua Diretoria e Coordenação Nacional Executiva, repudia a soltura dos 13 policiais – 11 militares e dois civis – acusados pelo massacre de 10 trabalhadores rurais em Pau D’Arco, no Pará, ocorrido em 24 de maio de 2017. E manifesta preocupação com a vida das testemunhas, familiares

Top