Índice da edição nº 2.793, 2017 [de 13/07/17]

    Papel da organização social e ambiental nos assentamentos rurais, Parte 2/3, artigo de Roberto Naime O discurso da invisibilidade no contexto da injustiça socioambiental e no campo, artigo de Sucena Shkrada Resk Concentração de metais na foz do Rio Doce aumentou após tragédia de Mariana, aponta estudo É preciso interpretar a regeneração em terras desmatadas na Amazônia brasileira, aponta estudo Estudo indica que secas devem se tornar mais frequentes e intensas em todo país Investigación

Papel da organização social e ambiental nos assentamentos rurais, Parte 2/3, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Álvaro Antônio Xavier de Andrade, Diego Camelo Moreira e Roseni Aparecida de Moura prosseguem sua reflexão sobre formas de organização social e ambiental em assentamentos. A criação de uma organização começa da iniciativa de um grupo de pessoas que resolve associar-se para determinado propósito. No caso dos assentamentos, a constituição da associação faz-se necessária até mesmo para facilitar o processo de negociação com os públicos, tendo em vista toda a

O discurso da invisibilidade no contexto da injustiça socioambiental e no campo, artigo de Sucena Shkrada Resk

    [EcoDebate] Vivemos tempos de invisibilização acentuada de povos e comunidades tradicionais e indígenas promovida pelos modos operandi das políticas de infraestrutura, que ferem os direitos instituídos legalmente, no âmbito nacional e internacional. Algumas das agendas com maior número de casos atualmente são as dos processos relacionados a empreendimentos de infraestrutura e a conflitos associados à posse de terra. Neste recorte, na Amazônia é revelado um quadro de vulnerabilidade ascendente, que

Concentração de metais na foz do Rio Doce aumentou após tragédia de Mariana, aponta estudo

  ABr Pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) fizeram um estudo para comparar a situação ambiental da foz do Rio Doce antes e depois da tragédia de Mariana (MG). De acordo com resultados apresentados, foi constatada a presença do dobro de ferro, quatro vezes mais de alumínio e três vezes mais manganês do que havia no local antes da chegada da lama de rejeitos. A tragédia de Mariana ocorreu em novembro

É preciso interpretar a regeneração em terras desmatadas na Amazônia brasileira, aponta estudo

    Segundo a análise, vegetação secundária precisa ser incorporada às políticas públicas do Brasil   O Climate Policy Initiative/ Núcleo de Avaliação de Políticas Climáticas da PUC-Rio (CPI/ PUC-Rio) lança, através do projeto INPUT, um estudo que alerta para a necessidade de interpretar o crescimento da regeneração que ocorre em terras desmatadas na Amazônia brasileira – conhecida como vegetação secundária. A análise é um primeiro passo para auxiliar formuladores de políticas públicas

Estudo indica que secas devem se tornar mais frequentes e intensas em todo país

  Secas devem se tornar mais frequentes e intensas em todo país; Centro-Oeste é considerada uma das regiões mais vulneráveis Estudo do WWF-Brasil com Ministério do Meio Ambiente e Ministério da Integração traz metodologia inovadora e cenários para 2040, 2070 e 2099.     Secas e estiagens representam a categoria de desastres naturais com maior registro de ocorrências no país, representando cerca de 70% dos municípios atingidos por algum desastre em 2013. Isso significa que

Investigación publicada en la revista PNAS prevé una extinción masiva de plantas y animales

  La mitad de los animales que vivieron en la Tierra han desaparecido - Un nuevo estudio prevé una extinción masiva de animales vertebrados Trabajos previos habían anunciado la sexta extinción masiva de seres vivos en la que ya estamos inmersos. Ahora, una nueva investigación asegura que este fenómeno será más severo de lo esperado. Los científicos sostienen que la desaparición de un gran número de especies de plantas y animales alterarán

Reforma trabalhista: saiba, ponto a ponto, como ficou a lei aprovada pelo Congresso e aguarda sanção

  ABr Aprovado depois de conturbada sessão no Senado na noite de terça-feira (11), o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 38/2017, que trata da reforma trabalhista, altera mais de 100 pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), permitindo mudanças como a prevalência do acordado entre patrões e empregados sobre o legislado nas negociações trabalhistas. Enviado pelo governo ao Congresso Nacional e aprovado no Senado sem alterações em relação ao texto que

Top